‘Dobradinha’ de novo? Relembre a última vez em que o Bellator organizou eventos em dias consecutivos

Com cards programados para a próxima sexta (22) e sábado (23), a organização volta a fazer uma 'dobradinha', algo que não ocorria desde setembro de 2020

P. Davis e L. Machida se enfrentaram em setembro de 2020 Foto: Reprodução/Instagram

Após quase dois anos, o Bellator volta a ter dois eventos em dias consecutivos, para a alegria dos fãs de artes marciais mistas. Com espetáculos programados para a próxima sexta (22) e sábado (23), a organização presidida por Scott Coker colocará suas duas campeãs femininas, Juliana Velasquez e Cris Cyborg, para defenderem os seus cinturões. Como aquecimento para a aguardada dobradinha, o SUPER LUTAS relembra a última vez em que a empresa organizou dois cards em datas seguidas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na próxima sexta (22) e sábado (23), o Bellator organizará as suas edições de número 278 e 279, que serão realizados na Blaisdell Arena, em Honolulu, Havaí (EUA). Na luta principal do primeiro evento, a campeã dos moscas (até 56,7kg) Juliana Velasquez enfrenta a veterana ex-UFC Liz Carmouche. Liderando o segundo card, a lenda Cris Cyborg defende o seu trono dos penas (até 65,7kg) contra a australiana Arlene Blencowe. Como ‘coadjuvante’ dos dois espetáculos, terá início o GP dos galos (até 61,2kg), com as quartas de final do torneio.

Relembre a última dobradinha do Bellator

Em 11 de setembro de 2020, Phil Davis e Lyoto Machida lideraram o Bellator 245, que aconteceu na Mohegan Sun Arena, em Uncasville, Connecticut (EUA). Os dois atletas já haviam se enfrentado sete anos antes, ainda pelo UFC e a revanche na nova organização credenciaria o vencedor a uma disputa do cinturão dos meio-pesados (até 93kg). Assim, como no primeiro duelo, o norte-americano saiu vencedor por pontos, dessa vez, numa decisão dividida. Os brasileiros Rafael Carvalho, ex-campeão dos médios (até 83,9kg), e Vinícius Zani foram derrotados no card para Alex Polizzi e Keith Lee, respectivamente.

PUBLICIDADE:

Após vencer Lyoto Machida, Phil Davis teve a sua sonhada oportunidade de desafiar o campeão Vadim Nemkov, pelo título dos meio-pesados, em abril de 2021. O norte-americano não conseguiu impor o seu jogo diante do pupilo de Fedor Emelianenko e foi derrotado na decisão unânime dos juízes.

Bellator 246 – Archuleta x Mix

J Archuleta comemora a conquista do título dos galos. Foto: Reprodução / Twitter

No dia seguinte ao triunfo de Davis sobre Machida, o então cinturão vago dos galos (até 61,2kg) foi colocado em jogo e disputado por Juan Archuleta e Patchy Mix. Na luta principal do Bellator 246, Archuleta foi melhor durante os 25 minutos de uma intensa ‘guerra’ e saiu vencedor, e campeão, na decisão unânime dos juízes. Na luta co-principal, o brasileiro Neiman Gracie finalizou o veterano John Fitch no segundo round e se aproximou da elite da divisão dos meio-médios (até 77,1kg).

PUBLICIDADE:

No card principal do evento, a ex-desafiante dos galos do UFC Liz Carmouche fazia sua estreia na organização finalizando sua compatriota DeAnna Bennett no terceiro round, com uma guilhotina. Quase dois após o seu debute, a norte-americana participará de mais uma dobradinha e irá desafiar a campeã dos moscas Juliana Velasquez.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276