Após nova derrota de Shogun, presidente do UFC revela planos para o futuro da lenda brasileira

Presidente do Ultimate admite tratar ‘reta final’ na carreira do curitibano com respeito e autorizará ‘luta de despedida’

O. S. Preux (esq.) derrotou M. Shogun (dir.) no UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

A nova derrota de Maurício Shogun no Ultimate não abalou o respeito de Dana White pela lenda brasileira. Em coletiva após o UFC 274, realizado neste sábado (7), o presidente do Ultimate evitou criticar o curitibano pelo tropeço diante de Ovince St.Preux. O mandatário admitiu que permitirá que o veterano cumpra seu contrato e faça uma ‘luta de despedida’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Shogun é uma lenda, não só aqui, mas no esporte. No Pride, UFC. Não é como se subisse no octógono e dissessem: ‘esse cara não consegue mais competir’. Ele tem mais uma luta em seu contrato. Vou dar essa luta a ele, deixar que ele ganhe esse dinheiro e deixe o esporte da maneira que ele queira”, garantiu White.

Ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.) do Ultimate e ícone do Pride, Maurício admite publicamente estar perto de sua aposentadoria. Neste fim de semana, o curitibano acabou superado por pontos em revanche contra St. Preux.

PUBLICIDADE:

Com o tropeço, o brasileiro chegou a quase dois anos sem vencer um confronto. O último triunfo da lenda aconteceu em julho de 2020, quando bateu Rogério Minotouro em trilogia história no MMA.

Aos 40 anos, Shogun atingiu a marca de 41 compromissos nas artes marciais mistas. O curitibano, hoje, soma 27 vitórias, 13 derrotas e um empate.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276