Oito anos após primeira luta, St.Preux volta a superar Shogun em luta marcada por vaias no UFC 274

Norte-americano amplia mau momento de lenda brasileira em triunfo conquistado na decisão dividida dos juízes

M. Shogun (esq.) recebe chute alto de O. St.Preux (dir.) no UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

Lenda do MMA brasileiro, Maurício Shogun teve seu mau momento ampliado dentro do Ultimate. Em revanche contra Ovince St. Preux no UFC 274, realizado em Phoenix (EUA), o ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.) fez uma luta estratégica, mas não foi capaz de superar o rival. Oito anos após o primeiro encontro, o tupiniquim foi derrotado na decisão dividida dos juízes. O confronto foi marcado por vaias, em função da falta de combatividade por parte das estrelas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com o resultado, Shogun chega a quase dois anos sem um resultado positivo na organização. O último triunfo do brasileiro aconteceu em julho de 2020, quando bateu Rogério Minotouro, em trilogia histórica no esporte.

Vitorioso no combate, St. Não esteve perto de repetir a grande apresentação protagonizada na primeira luta contra Maurício, em 2014. Na ocasião, o atleta conseguiu a vitória de forma relâmpago, com um nocaute em 34 segundos.

PUBLICIDADE:

O resultado positivo, porém, marca o retorno de Ovince à divisão dos meio-pesados. O atleta teve passagem negativa pela categoria até 120,2kg., deixando o grupo sem vencer.

A luta

O confronto começou com St.Preux tomando a inciativa com um chute baixo, respondido na mesma moeda por Shogun. O brasileiro tentava encurtar com chutes baixos, mas Ovince fazia valer a maior envergadura. Passado pouco mais de um minuto, Maurício encaixou um cruzado no rosto do adversário, que não se abalou. O embate seguia tenso, com os atletas medindo forças no centro do octógono. O norte-americano atuava na longa distância, lançando diretos e chutes na linha de cintura do tupiniquim. O round acabou com os lutadores se estudando no centro do octógono.

PUBLICIDADE:

Na segunda etapa, os atletas voltaram a apostar nos chutes. Ovince continuava em vantagem, devido à maior envergadura. O combate se desenrolava de forma tensa, com os lutadores adotando cautela para não sofrerem um eventual golpe fulminante. Na metade do assalto, Shogun encaixou uma combinação de chute e direto, que tocaram o rival. Ovince respondeu com um chute na linha de cintura do curitibano. A luta seguia ‘lá e cá’. Quando o brasileiro atacava, St.Preux respondia. Assim como no primeiro round, o assalto acabou com os atletas se encarando no centro do octógono.

PUBLICIDADE:

No round decisivo, Shogun continuava apostando no chute. Ainda nos segundos iniciais, St.Preux foi para as pernas do brasileiro e buscou uma queda, bem defendida pelo curitibano. Passado pouco mais de um minuto, Ovince encaixou um direto, que pareceu abalar o brasileiro. O norte-americano tentava fazer valer a vantagem e buscava pressionar o tupiniquim contra as grades. Maurício circulava pelo octógono, mas levava desvantagem no embate. Restando pouco mais de um minuto para o fim da luta, Ovince conectou um chute alto, que explodiu na guarda do curitibano. Perto de acabar a luta, o público vaiava a falta de combatividade dos atletas.

Randy Brown supera Khaos Williams em luta franca

R. Brown (dir.) derrotou K. Williams (esq.) no UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

Representante dos meio-médios (até 77kg.), Randy Brown passou por um grande desafio em sua carreira no MMA. Promovido ao card principal após o cancelamento de última hora do confronto entre Donald Cerrone e Joe Lauzon, o jamaicano protagonizou uma batalha contra Khaos Williams. Após cerca de 15 minutos de confronto movimentado, o atleta foi declarado vencedor na decisão dividida dos juízes.

Com a vitória, Brown ampliou o bom momento nos meio-médios (até 77kg.) do Ultimate. Agora, o lutador soma três vitórias consecutivas na organização.

Considerado uma promessa da companhia, Williams não conseguiu chegar ao terceiro triunfo seguido. O atleta, agora, atinge a marca de dois tropeços em seis compromissos no Ultimate.

Confira as estatísticas de ‘Shogun x St.Preux’

Resultados do UFC 274

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso leve: Charles do Bronx derrotou Justin Gaethje por finalização (mata leão) aos 3m22s do R1

Peso palha: Carla Esparza derrotou Rose Namajunas na decisão dividida dos juízes (47-48, 49-46, 48-47) – Luta pelo cinturão

Peso leve: Michael Chandler derrotou Tony Ferguson por nocaute (chute) aos 17s do R2

Peso meio-pesado: Ovince St-Preux derrotou Maurício Shogun na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 30-27)

Peso meio-médio: Randy Brown derrotou Khaos Williams na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

CARD PRELIMINAR (18h30, horário de Brasília)

Peso meio-médio: Francisco Massaranduba derrotou Danny Roberts na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 29-28)

Peso pena: Macy Chiasson derrotou Norma Dumont na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 30-27)

Peso mosca: Brandon Royval finalizou Matt Schnell com uma guilhotina a 2m14s do R1

Peso pesado: Blagoy Ivanov derrotou Marcos Pezão na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio: André Fialho derrotou Cameron VanCamp por nocaute (socos) aos 2m35s do R1

Peso mosca: Tracy Cortez derrotou Melissa Gatto na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: CJ Vergara derrotou Kleydson Rodrigues na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso palha: Lupita Godinez derrotou Ariane Sorriso na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-26)

Peso galo: Journey Newson derrotou Fernie Garcia na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276