Único brasileiro do card preliminar, Alan Carlos estreia com derrota em luta sanguenta no Bellator 281

Estreante na organização, brasileiro sofreu com luta agarrada de Charles Ward e perdeu por pontos

A. Carlos (esq.) perdeu para C. Ward (dir.) no Bellator 281. Foto: Reprodução/YouTube

A estreia de um lutador em determinada organização é inesquecível, mas pode ser marcada por boas ou más recordações. Para Alan Carlos, no entanto, o duelo diante de Charles Ward não acabou bem. Em luta preliminar no Bellator 281, que acontece nesta sexta-feira (13), o brasileiro sofreu com cotoveladas na luta agarrada do irlandês e perdeu na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Carlos estreia com o ‘pé esquerdo’ em volta após quase quatro anos em inatividade. O baiano tem um retrospecto de 13 resultados positivos e dez negativos na carreira.

Já Ward emplaca o terceiro triunfo seguido e soma dez triunfos e quatro reveses em sua trajetória nas artes marciais mistas.

PUBLICIDADE:

A Luta

Alan Carlos começou o duelo disposto a fazer uso da diferença de envergadura, mas viu Charles Ward reduzir a distância e aplicar um bom direto junto à grade. O brasileiro, por sua vez, conseguiu se recuperar e apostou nos chutes baixos. Na reta final, o baiano conseguiu um bom contragolpe que balançou o irlandês, mas não conseguiu liquidar a fatura.

Ward seguiu no ritmo intenso de aproximação, levou outro golpe na curta distância, mas ‘grudou’ Carlos junto à grade para conseguir a queda. Com cotoveladas, o irlandês abriu um corte no supercílio do brasileiro, que sangrou abundantemente.

PUBLICIDADE:

Se deu certo, Charles repete. O irlandês seguiu a estratégia no jogo de grappling, quedou no primeiro minuto e seguiu ‘amassando’ o brasileiro por cima até o final da luta.

PUBLICIDADE:

Alfie Davis e Tim Wilde empatam após combate equilibrado nos leves

A. Davis e T. Wilde empataram no Bellator 281. Foto: Reprodução/YouTube

Deu gosto de ver. Ainda no card preliminar, Alfie Davis e Tim Wilde mostraram suas qualidades na trocação e, com golpes plásticos, dividiram o octógono por três rounds. Os dois atletas, que saíram aplaudidos, eram compatriotas e dividiam apoio do público presente. Depois de 15 minutos, os lutadores empataram na decisão majoritária dos juízes (28-28, 29-27, 28-28)

Davis e Wilde não consegue voltar ao caminho das vitórias e, agora, têm carteis iguais, com 14 triunfos, quatro reveses e um empate.

Veterano aplica nocaute ‘à la Vitor Belfort’ e supera rival no primeiro round

D. Weichel conseguiu sequência à la V. Belfort e bateu R. Whitefort. Foto: Reprodução/YouTube

O encerramento do card preliminar contou com um grande nocaute, acompanhado de perto pelo público presente em Londres, na Inglaterra. Daniel Weichel conseguiu sequência à la Vitor Belfort sobre Wanderlei Silva e bateu Robert Whitefort no primeiro round.

Veterano, Weichel chegou em sua 42ª vitória na carreira, enquanto também tem 13 derrotas. Whiteford, por sua vez, encontra o ‘sabor amargo’ de quinto revés. Ele também tem 18 triunfos.

Maciej Rozanski vai bem e consegue bater Maciej Rozanski por pontos

M. Rozanski vai bem e consegue bater L. Chadwich por pontos. Foto: Reprodução/YouTube

Em duelo de meio-pesados (até 93kg.), Lee Chadwick e Maciej Rozanski animaram o público presente em Londres, na Inglaterra, com duelo intenso decidido por pontos. Depois de impor pressão inicial, o visitante conseguiu seguir estratégia até o final e saiu com os ‘braços erguidos’.

Polonês, Różański estreia com vitória na organização. Em sua carreira, agora, são 14 triunfos e três reveses, enquanto que Chadwick tem sequência quebrada e conta com 27 resultados positivos, 16 negativos e um empate.

Chiara Penco faz luta movimentada e vence Lanchana Green na primeira luta do card preliminar

C. Penco em vitória no Bellator 281. Foto: Reprodução/YouTube

Na primeira luta do card preliminar, Chiara Penco e Lanchana Green fizeram duelo de trocação intensa durante três rounds. Com luta predominantemente em pé, a italiana utilizou de chutes baixos e combinações de jabs e diretos para ficar à frente da adversária na pontuação dos juízes (30-27, 29-28, 30-27).

Penco, de quebra, emplacou a segunda vitória seguida. Profissional desde 2017, a italiana conta com um cartel de sete triunfos e três reveses. Por outro lado, Green ‘negativa’ em sua carreira, com cinco resultados negativos, quatro positivos e um empate.

Resultados do Bellator 281

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio (até 77kg.): Michael Page x Logan Storley – Luta pelo cinturão interino

Peso médio (até 83,9kg.): Lyoto Machida x Fabian Edwards

Peso mosca (até 56,7kg.): Denise Kielholtz x Kana Watanabe

Peso meio-médio (até 77kg.): Paul Daley x Wendell Giacomo

Peso meio-pesado (até 93kg.): Luke Trainer x Simon Biyong

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 65,7kg.): Daniel Weichel derrotou Robert Whiteford por nocaute a 1m11seg. do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Elina Kallionidou derrotou Kate Jackson via nocaute técnico (socos) a 4m53seg. do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Oliver Enkamp finalizou Mark Lemminger via Buggy Choke a 25seg. do R3

Peso leve (até 70,3kg.): Alfie Davis e Tim Wilde empataram na decisão majoritária dos juízes (28-28, 29-27, 28-28)

Peso pena (até 65,7kg.): Andrew Fish derrotou Attila Korkma na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Charles Ward derrotou Alan Carlos na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-25, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Maciej Rozanski derrotou Lee Chadwick na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg.): Chiara Penco derrotou Lanchana Green na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica