Michael Bisping relembra emoção de enfrentar Anderson Silva: ‘Tão bom quanto lutar pelo cinturão’

Ex-campeão dos médios, o lutador inglês igualou a expectativa do duelo com o 'Spider' no mesmo nível das semanas que antecederam a disputa do título mundial

Anderson foi derrotado por Bisping em Londres. (Foto: Instagram/UFC)

Mesmo já tendo conquistado o cinturão dos médios (até 83,9kg) do UFC, Michael Bisping lembra com carinho de outro momento de grande importância em sua carreira: o duelo contra a lenda Anderson Silva. Em entrevista ao ‘MMA Junkie’, o lutador britânico reconhece que aquele foi o seu maior momento como profissional, até então, e afirmou que se preparou como se fosse lutar pelo título mundial.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Obviamente para mim, lutar contra Anderson Silva foi um grande negócio. Eu nunca tinha lutado pelo cinturão até aquela época e não achava que ia ter a chance. Então, quando tive a oportunidade de lutar contra o Anderson Silva, para mim, isso foi tão bom quanto uma luta pelo título mundial. Eu admirava e admirava muito o Anderson Silva, mas sempre achei que poderia vencê-lo. Sempre achei que tinha um bom estilo. Achei que tinha entendido e não tinha medo dele”, disse Bisping.

A empolgação para o duelo contra Anderson foi tamanha, que Bisping afirmou que sua preparação foi feita como se ele fosse disputar o cinturão do Ultimate.

PUBLICIDADE:

“Naquele camp de treinamento, treinei como se fosse minha luta pelo título mundial. A luta estava acontecendo do jeito que planejamos, do jeito que pensávamos que seria. Sabemos que o Anderson joga muitos jogos quando está lá. Ele é muito astuto. Ele tem tanta experiência. Ele trabalha na psicologia, ele tenta intimidar as pessoas emocionalmente e psicologicamente para que você não lute com o melhor de sua capacidade”, afirmou o ex-campeão dos médios.

O duelo entre Anderson e Bisping encabeçou o card do UFC Londres, que aconteceu em fevereiro de 2016. Em um duelo com algumas polêmicas, o lutador da casa saiu vencedor na decisão unânime dos juízes e fez a festa do público presente na O2 Arena.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276