AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Thiago Silva aplica joelhada ilegal em Hector Lombard e luta termina sem resultado no Eagle FC 47

Brasileiro viveu bom momento, mas ‘se animou’ e acertou um golpe não-intencional

Luta entre H. Lombard (esq.) e T. Silva (dir.) termina sem resultado no Eagle FC. Foto: Reprodução/Instagram

Vindo de três anos sem atuar, Thiago Silva visava voltar ao caminho das vitórias diante de Hector Lombard na segunda luta mais importante do Eagle FC 47, realizado nesta sexta-feira (20). Com boa apresentação, o brasileiro esteve perto de derrotar o cubano, mas acertou uma joelhada ilegal e a luta foi definida como ‘sem resultado’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com isso, Silva segue sem vencer – desde 2018 – nas artes marciais mistas. Profissional desde 2005, o paulista coleciona um retrospecto de 21 resultados positivos, nove negativos e três lutas sem resultado.

Já Lombard, que se destacou no ‘boxe sem luvas’, chega a sétima luta sem saber o que é sair com os braços levantados no MMA. Agora, são 46 lutas, com 34 triunfos, dez reveses, um empate e três ‘no contest’.

PUBLICIDADE:

A Luta

Lombard conseguiu conectar, logo nos segundos iniciais, um golpe para desequilibrar Silva. Por cima, o cubano usou sua força para chegar à meia-guarda e trabalhar bons socos. Thiago fez a defesa e viu Hector seguir em posição de dominância junto à grade. No último minuto, os dois atletas partiram para a trocação franca até o final do round.

Disposto a diminuir sua desvantagem de envergadura, Hector adotou postura ainda mais agressiva e entrava, com frequência, no raio de ação de Thiago. O brasileiro, no entanto, contragolpeou com um direto, mas se animou e acertou uma joelhada ilegal. Com um sangramento no nariz, o cubano afirmou que não conseguia seguir na luta.

PUBLICIDADE:

Gabriel Checco vai mal, é dominado por Andrew Sanchez e segue sem vencer no Eagle FC

G. Checco (dir.) saiu derrotado contra A. Sanchez (esq.). Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Gabriel Checco foi o primeiro lutador brasileiro no card principal, mas acabou dominado fisicamente por Andrew Sanchez. Sem apostar no jogo de chão, o paulista levou a pior na trocação e foi superado pelo norte-americano, que saiu com os ‘braços erguidos’ na decisão unânime dos jurados.

Checco, agora, segue sem vencer no Eagle FC. Em sua estreia, ele perdeu para o veterano Rashad Evans. Profissional desde 2012, Gabriel conta com um histórico de 19 lutas, com 12 triunfos e sete reveses.

Por outro lado, Sanchez inicia sua trajetória na organização de Khabib Nurmagomedov com o ‘pé direito’ e volta a vencer. O norte-americano coleciona 13 resultados positivos e sete negativos.

Ronny Markes confirma bom momento e vence após adversário sentir joelho no chão

R. Markes vence após R. Peña acusar lesão no joelho. Foto: Reprodução/Twitter

A quinta luta do card preliminar terminou de forma trágica para Reggie Peña. Em luta diante de Ronny Markes, o lutador peso meio-pesado (até 93kg.) lesionou o joelho em tentar se defender da progressão do brasileiro e desistiu verbalmente do duelo.

Markes vive bom momento e emplaca seu terceiro triunfo seguido, com 22 resultados positivos e nove negativos. Já Peña tem 15 vitórias e sete derrotas em caminhada no MMA.

Alexandre Capitão sente ritmo e acaba superado por Roosevelt Roberts em luta técnica

A. Capitão (esq.) saiu derrotado contra R. Roberts (dir.). Foto: Reprodução/Twitter

No quarto duelo da noite, válida pela divisão dos leves (até 70,3kg.), Alexandre Capitão sofreu com jogo na luta agarrada em combate diante de Roosevelt Roberts. Defensivamente, o brasileiro até tentou finalizações com chave de braço, mas foi superado pelo norte-americano na decisão unânime dos juízes.

Após quase três anos em inatividade, Capitão segue sem vencer nas últimas duas lutas. Ele soma 21 triunfos e 11 reveses, enquanto que Roberts tem 12 resultados positivos e três negativos.

Paulo Bello tem luta equilibrada, mas vence Sean Soriano na decisão dividida

P. Bello (esq.) derrotou S. Soriano (dir.) no Eagle FC. Foto: Reprodução/Twitter

Primeiro representante brasileiro no evento, Paulo Silva, conhecido como ‘Bello’, conseguiu a vitória em estreia no ‘Eagle FC’. O brasileiro, que mediu foras contra o ex-UFC Sean Soriano, teve bons momentos no combate e saiu com os ‘braços erguidos’ na decisão dividida dos juízes.

Com isso, Bello ‘destrava’ o cartel e agora coleciona sete vitórias e seis derrotas em sua trajetória no MMA. Já Soriano sente o ‘sabor amargo’ de seu terceiro revés seguido, com 14 resultados positivos e nove negativos.

Resultados do Eagle FC 47

CARD PRINCIPAL

Peso pesado (até 120,2kg.): Yorgan De Castro derrotou Junior Cigano por nocaute técnico (lesão no ombro) aos 35seg. do R3

Peso meio-pesado (até 93kg.): Thiago Silva x Hector Lombard terminou sem resultado a 1m44s do R2 por um golpe ilegal do brasileiro no cubano

Peso médio (até 83,9kg.): Maki Pitolo derrotou Doug Usher por nocaute a 30seg. do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Andrew Sanchez derrotou Gabriel Checco na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Akhmed Aliev derrotou Darrell Horcher por nocaute técnico (socos) a 30seg. do R1

CARD PRELIMINAR

Peso leve (até 70,3kg.): Islam Mamedov finalizou Zach Zane com um mata-leão a 1m50seg. do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Ronny Markes derrotou Reggie Peña por nocaute técnico (lesão no joelho) a 1m21seg. do R2

Peso leve (até 70,3kg.): Roosevelt Roberts derrotou Alexandre Capitão na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Paulo Bello derrotou Sean Soriano na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.):  Adi Alic derrotou Shawn Bunch na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Dylan Mantello derrotou Dennis Hughes por interrupção médica a 5m do R2

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276