AO VIVO

Acompanhe a PFL 5 2022, com esquadrão brasileiro em ação

Nick Diaz ‘sonha alto’ e revela desejo de enfrentar Kamaru Usman em retorno ao UFC

'Bad boy' quer estar envolvido em grandes lutas na organização; ele não vence um combate desde outubro de 2011

N. Diaz (foto) enfrentou R. Lawler em setembro de 2021. Foto: Reprodução/Instagram

O veterano Nick Diaz está próximo de um retorno ao octógono do UFC. Porém, engana-se quem pensa que o ‘bad boy’ mira apenas lutas por dinheiro e que não façam sentido esportivamente. Em entrevista ao ‘TMZ Sports’, ele declarou que tem o desejo de medir forças contra Kamaru Usman, pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.), e acredita que pode vencê-lo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Estou trabalhando muito nisso (para retorno ao UFC) no final do ano. E, se eu vou lutar, prefiro que seja pelo título. Eles querem perguntar se eu vou lutar contra um monte de caras, mas sou mais de um estilo de pegar lutas maiores. Eu não quero entrar lá e levar uma surra de algum cara que não seja tão relevante. Não é que eu não vá vencer, é que não estou motivado para lutar pelo título, tenho 38 anos. Acho que posso vencê-lo (Kamaru Usman) e eu adoraria se eles (UFC) me dessem uma chance”, disse Diaz.

No UFC 266, Diaz voltou ao octógono depois de mais de seis anos de inatividade no MMA. Na ocasião, o veterano realizou uma revanche histórica contra Robbie Lawler. No confronto, Nick não se aproximou das grandes atuações que o tornaram famoso mundialmente. O atleta acabou o duelo nocauteado no minuto inicial do terceiro round.

PUBLICIDADE:

Com o novo tropeço, Diaz ampliou o mau momento na carreira. Batido por Robbie, o ‘bad boy’ não vence um embate desde outubro de 2011. Em sua carreira, agora, o norte-americano tem 26 resultados positivos e dez negativos.

Kamaru Usman, por sua vez, ainda se recupera de lesão na mão e deve voltar em confronto diante de Leon Edwards. Número um peso por peso no mundo, o campeão dos meio-médios (até 77kg.) soma um cartel de 20 vitórias e apenas uma derrota nas artes marciais mistas, que se iniciou em 2012.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano