Em dolorosa derrota, Glover Teixeira sofre primeira finalização da carreira; entenda

O revés diante de Jiri Prochazka marcou também a primeira finalização sofrida pelo brasileiro em 20 anos como atleta profissional

G. Teixeira deixa o octógono cabisbaixo após derrota para J. Prochazka (Foto: Instagram/@ufc)

Diversos fatores deixaram Glover Teixeira com um ‘gosto ainda mais amargo na boca’ após a derrota para Jiri Prochazka no UFC 275. Craque na luta de chão, o revés que custou o seu reinado na divisão dos meio-pesados (até 93kg) também foi o primeiro resultado negativo sofrido por finalização pelo lutador brasileiro.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Defendendo o seu título dos meio-pesados pela primeira vez, Glover teve como desafiante o prospecto em ascensão Jiri Prochazka, que, com apenas três lutas na organização, conquistou o direito de lutar pelo título mundial. Já no quinto round do confronto, o brasileiro vencia na papeleta dos juízes, quando o tcheco surpreendeu e conseguiu encaixar um mata leão no então campeão. Foi a primeira derrota por finalização de Glover em 20 anos de carreira.

As sete derrotas anteriores da carreira de Glover haviam sido por decisão dos juízes (Corey Anderson, Phil Davis, Jon Jones e Ed Herman) ou por nocaute (Alexander Gustafsson, Anthony Johnson e Eric Schwartz). Antes do resultado negativo diante de Prochazka, o brasileiro vinha embalado por seis vitórias consecutivas. Profissional desde 2022, o atleta tupiniquim agora possui o retrospecto de 33 triunfos e oito reveses no MMA.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano