Jorjão Rodrigues e irmão de Rousimar Toquinho finalizam no Brasil Fight 7

Lutadores brilharam no evento realizado em Divinópolis e aplicaram belas submissões

Jorjao-finaliza-Ken-Jackson

Jorjão Rodrigues finalizou Ken Jackson com uma linda chave de joelho. Foto: Eduardo Oliveira

O potiguar Jorjão Rodrigues e o mineiro Rick Palhares, irmão do faixa-preta Rousimar Toquinho, brilharam na sétima edição do Brasil Fight, evento realizado nesta sexta-feira (11), em Divinópolis, interior de Minas Gerais.

Jorjão lembrou ao mundo que tamanho não é documento. Escalado com dois dias de antecedência para substituir Thiago Michel, o atleta da Kimura Nova União teve uma atuação digna dos tempos de Royce Gracie e, mesmo atuando duas categorias acima da sua, finalizou o americano Ken Jackson, 14 centímetros mais alto, com uma rara chave de joelho, para conquistar a Superluta internacional do evento.

Já Rick Palhares debutou no MMA em grande estilo. Depois de sair em desvantagem na luta contra Vinicius Franklin  o irmão de Rousimar Toquinho saiu de suas características, abriu o jogo na trocação, dominou a peleja na metade final e conseguiu encerrar o duelo com triângulo de mão.

Jackson x Jorjão

Quando começou a superluta internacional, Ken Jackson comprovou o que se esperava: mais alto, forte e dono de um wrestling afiado, derrubou e controlou por cima. Mas, por baixo, estava Jorjão Rodrigues, parceiro de treinos de Jussier Formiga, José Aldo, Renan Barão e Léo Santos, e dono de um jiu-jitsu afiado. Calmamente, o experiente atleta, que tem mais de 70 lutas na carreira, ficou na meia-guarda, posicionou um triângulo com as pernas, e esticou a do adversário até obrigá-lo a dar os três tapinhas, enquanto a torcida de Divinópolis vibrava.

“Só soube da luta dois dias antes, e o tempo que tive foi de bater uma manopla e viajar”, lembra Jorjão. “Sempre treino essa posição, tenho muita confiança nela. Esperei para trocar com ele, mas se ele derrubasse, eu iria finalizar. A torcida foi muito carinhosa, mostrou que gosta mesmo de luta, foi uma experiência nova e muito legal lutar em Divinópolis. Não tenho planos para o futuro, mas onde aparecer uma luta, eu vou”.

Ju Thai atropela na luta feminina

Ju Thai mostrou sua categoria e não deu tempo para Lilian Tolezi sequer encaixar um soco. Em menos de 2 minutos, Ju derrubou e, no ground and pound, venceu por nocaute técnico. Outra aguardada luta foi a de Rick Palhares, irmão de Rousimar Toquinho. Ele estreou no MMA diante de Vinicius Franklin protagonizando a melhor luta da noite, e vencendo no terceiro round, com um belo triângulo de mão, mostrando que o jiu-jitsu está no sangue da família.

 Confira abaixo os resultados completos do Brasil Fight 7:

Jorjão Rodrigues (Kimura Nova União) finalizou Ken Jackson (CM System) com uma chave de joelho no R1;

Ju Thai (Gracie Barra BH/Champion BH) venceu Lilian Tolezi (Marcelo Ribeiro) por nocaute técnico no R1;

Diogo Bebezão (Storm Fighter-DF) finalizou Daniel Chicão (Mathielo Team/ Pantera Negra-MG) com uma guilhotina no R1;

Herbert Souza (Constrictor Team-DF) finalizou Flavio “Baiano” (Champion BH-MG) com um mata leão no R1;

Alessandro Gambulino (TFT Piunhim-MG) venceu Edgar Massara (Five Rounds) na decisão unânime dos juízes;

Gildásio Neto (Constrictor Team-DF) finalizou Luis Felipe Bope (Champion BH-MG) com uma guilhotina no R2

Gabriel Otávio D2 (TFT-MG) finalizou Gabriel “Buldog” (Popó Fight-DF) com uma guilhotina R2;

Card Preliminar

Rick Palhares (Mathielo Team) finalizou Vinicius Franklin (Gracie Barra BH/ Titi-Danilo) com um triângulo de mão no R3;

Bruno Wallace (Cristiano Titi MMA) venceu Thiago Paraíba (Mathielo Team/ Pantera Negra) por nocaute técnico no R1;

Daniel Gaucho (CM System) finalizou Juliano Gonçalves (Eli Kickboxing) com uma kimura R1;

Benny Black (TFT/ Piunhi) venceu Rodrigo Souza (Mamute Team) na decisão dividida dos juízes;

Henrique Prota (CDT) finalizou Wendel Cobra (Cristiano Titi MMA) com um triângulo no R1;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments