Algoz de Do Bronx nos penas, Holloway critica UFC por tomar cinturão do brasileiro: ‘Estão tirando sua história’

Adversário do ícone dos leves em 2015, ex-campeão da organização defende tupiniquim de falha polêmica no corte de peso em maio

M. Holloway defendeu C. Do Bronx após perda do cinturão do brasileiro. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Sem o cinturão dos leves (até 70,3kg.), mas no topo da categoria, Charles do Bronx ganhou um defensor de peso quando o assunto é a perda de seu título depois da polêmica com a balança no UFC 274. Algoz do brasileiro em 2015, quando ainda atuava pelos penas (até 65,7kg.), Max Holloway desabafou sobre a situação vivida pelo tupiniquim em maio, quando acabou destronado antes de seu confronto contra Justin Gaethje.

PUBLICIDADE:

“Eu me sinto mal pelo cara (Charles do Bronx). O cara que estava conferindo seu peso era rigoroso. Na sua próxima luta (pelo cinturão vago dos leves), não contará como uma defesa de título, se ele vencer. Caso ganhe, ele apenas retomará o trono”, disse Holloway, em entrevista ao ‘The MMA Hour’.

Veja Também

Vitorioso no confronto contra Do Bronx há quase sete anos, Max também se baseou no legado do brasileiro para o MMA. Segundo o havaiano, a decisão de retirar o título do tupiniquim interfere diretamente a representação do atleta dentro do esporte.

PUBLICIDADE:

“Isso é a história sendo retirada do Oliveira (Charles)”, encerrou.

No fatídico UFC 274, Do Bronx voltou a dar prova de superação. Mesmo perdendo o título na véspera da luta contra Gaethje, o brasileiro deu show no octógono e finalizou o norte-americano ainda no primeiro round.

Com a vitória, o tupiniquim se credenciou para uma nova disputa de cinturão. Ainda não se sabe quando ou contra quem o paulista retorna ao octógono.

PUBLICIDADE:

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59



Resultados do UFC San Diego Resultados da PFL 8 2022 Principais destaques do UFC San Diego Principais destaques da PFL 8 2022 Ranking dos meio-pesados do UFC