IMAGENS FORTES: Relembre lesões graves que chocaram a comunidade do MMA em 2022

Eventos de MMA impressionam fãs pela quantidade de fraturas no 1º semestre do ano; cenas são fortes!

J. Stoliarenko bateu J. Rose-Clark na primeira luta do UFC 276. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Além do brilhantismo de vitórias e sabor amargo de derrotas, esportes também trazem cenas chocantes aos que os consumem. No último final de semana, logo em luta de abertura do card preliminar do UFC 276, Jessica Rose-Clark sofreu uma lesão impressionante em seu braço e teve que desistir do combate.

PUBLICIDADE:

A impactante situação, no entanto, não foi a primeira e tampouco será a última nas artes marciais mistas. Com isso, a equipe do SUPER LUTAS listou outros ‘acidentes de trabalho’ que aconteceram no esporte em 2022.

ATENÇÃO: AS IMAGENS SÃO FORTES.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Braço quebrado

Uma cena forte marcou a primeira luta do UFC 276, evento realizado em T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA), neste sábado (2). Em duelo válido pelas galos (até 61,2kg.), Julija Stoliarenko quebrou o braço de sua rival, Jessica-Rose Clark, em uma finalização no primeiro round da luta.

Após sentir um golpe na trocação, Stoliarenko investiu na queda e já partiu para a meia-guarda, além de fazer a transição à chave. O golpe fez com que Rose Clark fraturasse o braço esquerdo, antes que a norte-americana tentasse bater em desistência. O combate foi interrompido pelo árbitro imediatamente após a fratura.

Ombro deslocado

A estreia de Júnior Cigano no ‘Eagle FC‘ foi para se esquecer. O brasileiro, que estava bem e dominando as principais ações no duelo, sofreu uma lesão no ombro assim que desferiu um soco de direita diante de Yorgan de Castro.

PUBLICIDADE:

Nas imagens (veja abaixo), é possível ver o momento exato em que Cigano sente sua lesão. Ele ainda tentou ‘sacudir’ o braço, mas não teve condições de seguir na luta. No mesmo instante, inclusive, Yorgan optou por avisar o árbitro sobre o ocorrido e não partiu para cima do brasileiro.

PUBLICIDADE:

Torção no joelho

O austríaco Aleksandar Rakic não levou boas lembranças do UFC Las Vegas 54. O lutador, que fazia uma boa luta contra o ex-campeão Jan Blachowicz, na principal atração do evento, sofreu uma torção no joelho quando ele apoiou a perna no octógono.

O movimento da articulação lembra a lesão sofrida pelo atacante Ronaldo, em 2000, quando jogava pela Inter de Milão. Com expressão de dor, o lutador imediatamente foi ao chão e se mostrou sem condições de seguir na disputa.

Lesão assustadora no cotovelo

A segunda luta do KSW 70, em Lodz, na Polônia, terminou com uma cena muito forte que chocou os fãs presentes na Atlas Arena. Tommy Quinn, que enfrentava Albert Odzimkowski, sofreu uma grave lesão no cotovelo, ficou com o braço “do avesso” e gritou de dor após sofrer uma queda.

O duelo entre Tommy Quinn e Almerd Odzimkowski se encaminhava para a decisão dos juízes laterais quando, perto da metade do terceiro assalto, Odzimkowski aplicou uma linda queda em Quinn. Assim que o irlandês caiu sobre o braço gritando de dor, o árbitro Lukasz Bosacki interviu imediatamente e interrompeu a luta, decretando vitória do lutador polonês por nocaute técnico. 

Debute dolorido

A estreia no octógono do UFC é sempre um momento inesquecível para qualquer lutador de MMA. Para Denys Bondar, no entanto, a lembrança não vai ser tão boa. Entrando em ação pela primeira vez na abertura do UFC Las Vegas 47, o ucraniano enfrentou Malcolm Gordon, mas acabou derrotado após sofrer uma lesão feia no braço (veja foto) ainda no primeiro assalto.

Após sofrer uma queda de judô de Gordon, Bondar ficou por baixo do adversário, mas com o braço apoiado no chão. O canadense aplicou mais uma queda, mas o braço do ucraniano ficou preso e quebrou de maneira impressionante e ele foi obrigado a dar os ‘três tapinhas’ e desistir do combate.

D. Bondar sofreu grave lesão em sua estreia no UFC (Foto: Reprodução)

Fratura na perna à lá Anderson Silva

Aconteceu de novo. No ‘Eternal MMA 66’, o campeão Jack Beckley defendia seu título dos leves diante de Aidan Aguilera e, em chute similar ao de Anderson Silva contra Chris Weidman, fraturou sua perna em imagens chocantes. O registro foi publicado pela organização em seu ‘Instagram’ oficial.

Logo no início da luta, é possível ver os dois atletas trocando golpes na curta distância e com grande potência. Beckley havia trabalhado uma tentativa alta de esquerda e parou no bloqueio de Aguilera. Em seguida, o australiano repetiu o intenso chute baixo e fraturou sua perna direita. O duelo durou apenas 20 segundos.

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59



Resultados do UFC San Diego Resultados da PFL 8 2022 Principais destaques do UFC San Diego Principais destaques da PFL 8 2022 Ranking dos meio-pesados do UFC