Herbert Burns tem ruptura de ligamento confirmada e pode ficar nove meses afastado do MMA

Lutador, que sentiu antiga contusão no UFC Long Island, passará por cirurgia em 2 de agosto; combatente só volta a competir em 2023

H. Burns se lesionou no UFC Long Island. Foto: Reprodução/Instagram

Após sentir uma contusão e ser derrotado por Bill Algeo no UFC Long Island, Herbert Burns só deve retornar ao MMA em 2023. De acordo com o ‘Combate’, o brasileiro confirmou a suspeita de ruptura (total) no ligamento cruzado anterior. O combatente também teve uma lesão no menisco do joelho direito.

PUBLICIDADE:

De acordo com a publicação, Burns tem procedimento cirúrgico agendado para 2 de agosto. Com o processo de recuperação, o lutador pode ficar até nove meses afastado do esporte.

No UFC Long Island, Herbert voltava ao MMA após quase dois anos longe da modalidade. O hiato na carreira do brasileiro se deu justamente para tratar de uma contusão no joelho – o mesmo afetado no confronto contra Algeo.

PUBLICIDADE:

Representante dos penas (até 65,7kg.), Burns é uma promessa tupiniquim na categoria. O lutador estreou no Ultimate em janeiro de 2020 e convenceu com um nocaute devastador sobre Nate Landwehr, logo no primeiro round. Em sua segunda apresentação, o niteroiense triunfou com uma finalização diante de Evan Dunham.

O terceiro desafio não acabou de forma positiva para o tupiniquim. Na ocasião, o atleta foi nocauteado por Daniel Pineda. Em 2022, Burns foi superado por nocaute técnico por Algeo após sua contusão.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC