Dana White fecha as portas para revanche entre Amanda Nunes e Cris Cyborg: ‘Valentina faz mais sentido’

O mandatário mostrou respeito por Cyborg, mas cravou que a segunda luta com a 'Leoa' não irá acontecer e fez coro pela trilogia contra Shevchenko

Cyborg (Esq.) foi batida por Amanda (dir.) no UFC 232. Foto: Reprodução / YouTube @ufc

Após mais um pedido de Cris Cyborg para uma revanche contra Amanda Nunes, o presidente do UFC Dana White acabou rapidamente com a ideia da campeã dos penas (até 65,7kg) do Bellator. Em entrevista após a última edição do ‘Contender Series’, que aconteceu na última terça (2), o mandatário elogiou a veterana do MMA mas descartou a hipótese da segunda luta com a ‘Leoa’ acontecer.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: De olho em revanche, Cris Cyborg volta a desafiar a Amanda Nunes

Veja Também

“Amanda dominou Cyborg completamente. A luta com Shevchenko faz muito mais sentido, e eu não estou apenas sacaneando Cyborg porque nós temos uma história. Para ser honesto com vocês, eu normalmente não falo sobre essa m*** publicamente. Mas ela me mandou uma mensagem e desejou feliz aniversário para mim. Não é como se Cyborg e eu nos odiássemos e eu não estou tentando desmerecê-la ou ser cruel com ela. Eu desejo a ela o melhor no que quer que ela esteja fazendo. Foi legal da parte dela me mandar uma mensagem de aniversário. Então, eu só queria reiterar que eu não estou falando mal dela”, disse Dana.

PUBLICIDADE:

O primeiro duelo entre Amanda e Cyborg aconteceu no UFC 232, em dezembro de 2018. Na ocasião, a veterana era a campeã peso pena do UFC e foi desafiada pela brasileira, líder das galos (até 61,2kg). Quando o combate iniciou, a ‘Leoa’ não tomou conhecimento de Cris, nocauteou a lenda do MMA feminino em apenas 51 segundos e se tornou a primeira mulher com dois cinturões na história da organização presidida por Dana White.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC