Sem vencer há oito lutas, Sam Alvey promete nocaute no UFC Vegas 59 para encerrar jejum

Sem triunfar desde 2018, o norte-americano explicou os motivos de ainda não ter sido demitido e cravou o método e tempo da vitória sobre Michał Oleksiejczuk

S. Alvey sorri em pesagem no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Sem vencer há oito lutas no Ultimate, o peso médio (até 83,9kg) tentará, mais uma vez, interromper sua sequência inusitada de resultados no UFC Las Vegas 59. Em coletiva antes do espetáculo, que acontece no próximo sábado (06), o norte-americano explicou os motivos de ainda não ter sido demitido pela organização e prometeu nocautear Michał Oleksiejczuk para quebrar o incômodo jejum.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“A internet sempre enlouquece quando eu não sou cortado. Normalmente, é na terça-feira depois que eles liberam a lista de quem foi cortado, e eu estava esperando estar nesta lista depois da minha última luta. Eu não fui (cortado) e a internet enlouqueceu. Duas semanas e meia depois, Mick Maynard (responsável pelo casamento das lutas) me ligou e disse: ‘Sam, você teve uma série de má sorte, tem boas lutas e nós agradecemos tudo que você tem feito pela empresa. Há muitos lutadores que chegam na semana da luta e ficam meio bravos, você nunca ficou assim. Por causa disso, vamos deixar você cumprir seu contrato’. Eu tenho uma luta restante no contrato e eles me deixaram lutar por conta de vários combates em cima da hora que eu peguei e decisões ruins”, disse Alvey.

O norte-americano também contou como foram as negociações para o casamento do confronto e prometeu nocautear o seu rival do próximo sábado.

PUBLICIDADE:

“Quando eu fui chamado para esta luta, eles me deram o nome do adversário errado, eles disseram que era o Misha Cirkunov. Eu disse ok, que era uma ótima luta. Eu recebi uma ligação dez minutos depois e eles me avisaram que erraram e eu lutaria com Michal Oleksiejczuk. Eu dei um google nele, porque eu nunca ouvi falar nele e ele tem algumas boas atuações no UFC. Ele é um lutador muito talentoso e eu sei que eles querem que os lutadores estrangeiros vençam e, no papel, eu deveria ser uma luta fácil que você pode encontrar. Eu vou nocauteá-lo aos quatro minutos e 45 segundos do primeiro round”, cravou Alvey.

A última vitória de Alvey na carreira aconteceu em junho de 2018, quando bateu Gian Villante na decisão dividida dos juízes. De lá para cá, o peso médio emendou sete vitórias e um no contest (luta sem resultado) e nunca mais teve a sua mão levantada após um embate. Sam possui um retrospecto de 33 triunfos, 17 reveses e um empate em seu cartel.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC