AO VIVO

Siga o UFC Arábia Saudita com Johnny Walker e mais três brasileiros

Cinco motivos para assistir o UFC 278 com Aldo, Borrachinha e Usman

Com 12 confrontos programados, espetáculo deste sábado conta com estrelas da empresa e disputa de cinturão

J. Aldo (esq.), P. Borrachinha (dir.) e K. Usman (dir.) são destaques no UFC 278. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Chegou o grande momento. Neste sábado (20), em Salt Lake City (EUA), acontece o aguardado UFC 278, evento que encerra o mês de agosto e entrega aos fãs um espetáculo com 12 lutas programadas. Do lado brasileiro, os destaques são José Aldo e Paulo Borrachinha, que travam confrontos decisivos. O embate principal marca a revanche entre o campeão Kamaru Usman e Leon Edwards, pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.).

O último combate do evento marca a nova apresentação de Kamaru Usman. No fim de semana, o nigeriano reencontra Leon Edwards, lutador superado pelo atleta em 2015. Em caso de triunfo, o ‘rei’ dos meio-médios atingirá a marca de seis defesas de título.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na luta co-principal, Paulo Borrachinha tem compromisso importante em sua carreira. Em sua última apresentação no contrato atual com o Ultimate, o mineiro precisa dar show contra Luke Rockhold e, assim, encerrar uma sequência de duas derrotas seguidas.

Lenda do MMA, José Aldo trava sua primeira peleja na temporada 2022. Destaque dos galos (até 61,2kg.), o ‘Campeão do Povo’ mede forças com Merab Dvalishvili em embate que pode garantir ao brasileiro uma nova disputa de cinturão na categoria.

PUBLICIDADE:

Além de Borrachinha e Aldo, o Brasil conta com mais três representantes, todos no card preliminar. Léo Santos, Francisco Figueiredo e Daniel Miojo serão os responsáveis por levar o verde-amarelo ao octógono na primeira metade do espetáculo.

Para entrar no clima, a equipe do SUPER LUTAS selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 278. Confira:

PUBLICIDADE:

1) Kamaru Usman x Leon Edwards

K. Usman (esq.) efrenta L. Edwards (dir.) no UFC 278. Foto: Reprodução/Instagram

No topo dos meio-médios desde 2019, Kamaru Usman tem se tornado um especialista em revanches. Após passar duas vezes por Colby Covington e Jorge Masvidal em seu retrospecto recente, o nigeriano terá um novo reencontro neste fim de semana.

O adversário da vez será Leon Edwards, destaque da categoria que foi superado pelo ‘rei’ em 2015, quando o combatente ainda não vestia o cinturão. No primeiro encontro, vitória para Usman na decisão dos juízes.

PUBLICIDADE:

De lá para cá, muita coisa mudou. Kamaru seguiu sua trajetória rumo ao topo da divisão e, aos poucos, passou a assumir um status de ‘candidato a lenda’ da organização. Desde o primeiro confronto contra Edwards, o nigeriano acumulou 13 vitórias, colecionando vítimas de evento a evento.

O desafiante não fica atrás. O revés para Usman representou um recomeço para o inglês. Depois do revés em 2015, o lutador não perdeu mais. São nove compromissos sem derrota, coroados com a condição de desafiante ao título.

Com evolução evidente dos dois lados, a expectativa é de que ambos protagonizem um confronto empolgante para os espectadores.

2) Kamaru Usman pode igualar marca de Anderson Silva

K. Usman pode igualar recorde de A. Silva no UFC 278 (Foto: Montagem/SUPER LUTAS)

Líder no ranking dos peso por peso do UFC, Kamaru Usman tem deixado boas impressões a cada compromisso na organização. Tratado por Dana White, presidente do Ultimate, como um dos melhores lutadores de todos os tempos, o nigeriano terá a oportunidade de igualar a marca de uma verdadeira lenda do MMA.

Neste sábado, caso Usman conquiste uma nova vitória, o combatente atingirá a marca de 16 vitórias consecutivas na empresa. A marca, até o momento, foi alcançada apenas por Anderson Silva, que, por anos, reinou absoluto no peso médio do UFC.

Além da chance de se aproximar do legado de ‘Spider’, Usman também pode se ‘encostar’ na marca expressiva de Georges St-Pierre, um verdadeiro ícone não só da organização, mas do MMA como todo. Referência nos meio-médios, o canadense soma nove defesas de título, enquanto Kamaru busca sua sexta.

3) Paulo Borrachinha x Luke Rockhold

P. Borrachinha e L. Rockhold em encarada antes do UFC 278 (Foto: Instagram/UFC)

Inserido na luta co-principal do UFC 278, Paulo Borrachinha está de volta. Ex-desafiante ao cinturão dos médios, o mineiro fará sua estreia na temporada 2022 e terá um velho conhecido do público pela frente.

Disposto a encerrar uma sequência – até então inédita em sua carreira – de duas derrotas consecutivas, o brasileiro vai em busca do show contra Luke Rockhold. Diante do ex-campeão da categoria, o tupiniquim precisa mostrar serviço e buscar a sonhada redenção na divisão.

Enquanto Borrachinha faz seu primeiro embate no ano, os fãs de Rockhold precisaram aguardar muito mais para ver o norte-americano em ação. Líder do grupo entre 2015 e 2016, o veterano não se apresenta há mais de três anos, quando foi duramente nocauteado por Jan Blachowicz em seu teste frustrado nos meio-pesados (até 93kg.).

O embate pode ser definitivo tanto para Paulo quanto para Luke. A situação do ex-campeão, no entanto, pode se tornar insustentável na empresa, já que, nos últimos meses, o atleta tem criticado publicamente a organização, além de não vencer uma peleja desde 2017.

4) José Aldo x Merab Dvalishvili

Considerado por muitos como o melhor peso pena (até 65,7kg.) de todos os tempos, José Aldo retorna ao octógono para mais um capítulo de sua trajetória rumo ao trono dos galos. Em grande momento, o manauara volta a ser testado e, após bater o talentoso Rob Font em dezembro, tem o compromisso de encarar uma nova promessa da organização.

Neste fim de semana, Aldo topou o desafio de enfrentar um adversário que se encontra fora do top 5. O brasileiro, que já havia recebido um desafio do atual campeão do grupo, Aljamain Sterling, voltou a mostrar a velha disposição e busca ampliar a grande fase na categoria.

Caso supere o georgiano, o ‘Campeão do Povo’ pode carimbar o passaporte para enfrentar o vencedor de ‘Sterling x TJ Dillashaw’, que medem forças em outubro, pelo trono da categoria. Para vencer, o manauara precisará anular o jogo pragmático do adversário, que não se intimida de usar da luta agarrada e levar o triunfo na decisão dos juízes.

5) Ultimato para Borrachinha e Aldo

P. Borrachinha (esq.) e J. Aldo (dir.) são destaques no UFC 278. Foto: Reprodução/Instagram

O combate no UFC 278 marca a última luta no contrato atual de Paulo Borrachinha com o UFC. Vindo de dois tropeços seguidos e na busca por um acordo financeiramente mais agradável, o tupiniquim sabe que precisa dar show contra Luke Rockhold, e que um erro pode significar a não renovação do vínculo com a empresa.

Para não correr o risco de ser inserido na temida lista de dispensa, o mineiro precisa usar de seu melhor condicionamento e força física. Mesmo com uma trajetória de sucesso nas artes marciais mistas, o norte-americano tem comprovado uma menor resistência a ataques. A prova é que, em todos os seus reveses, Luke foi superado por nocaute.

O ultimato de Aldo dependerá do próprio lutador. Com prestígio merecido com a organização, conquistado ao longo de anos de vitórias, conquistas e boas apresentações, o brasileiro admitiu, em entrevista recente ao ‘Combate’, que pretende pendurar as luvas aos 35 anos, e com o cinturão dos galos.

Com a afirmação do tupiniquim, que se mostra irredutível quanto a estender um pouco mais a carreira, o ‘Campeão do Povo’ não pode pensar em perder o desafio contra Dvalishvili. Caso seja superado, o manauara dará um passo atrás e precisará de novos resultados positivos para se aproximar de uma nova disputa de título.

De acordo com o planejamento de Aldo, o fim de sua carreira deve acontecer na temporada 2023.

Ficha técnica para o UFC 278

Data: 20 de agosto de 2022

Horário: A partir das 19h30 (horário de Brasília)

Local: Vivint Arena em Salt Lake City, Estados Unidos

Como assistir: SUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso meio-médio (até 77kg.): Kamaru Usman x Leon Edwards – Luta pelo cinturão

Peso médio (até 83,9kg.): Paulo Borrachinha x Luke Rockhold

Peso galo (até 61,2kg.): José Aldo x Merab Dvalishvili

Peso galo (até 61,2kg.): Wu Yanan x Lucie Pudilova

Peso meio-pesado (até 93kg.): Tyson Pedro x Harry Hunsucker

CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília)

Peso pesado (até 120,2kg.): Marcin Tybura x Alexandr Romanov

Peso leve (até 70,3kg.): Léo Santos x Jared Gordon

Peso pena (até 65,7kg.): Sean Woodson x Luis Saldaña

Peso meio-médio (até 77kg.): AJ Fletcher x Ange Loosa

Peso mosca (até 56,7kg.): Amir Albazi x Francisco Figueiredo

Peso galo (até 61,2kg.): Aori Qileng x Jay Perrin

Peso mosca (até 56,7kg.): Daniel Miojo x Victor Altamirano

A queda do Rei! Israel Adesanya está com os dias contados no UFC

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do UFC Las Vegas 93 Resultados do UFC Louisville Resultados do UFC 302 Confira todos os resultados do UFC Las Vegas 92 Resultados do UFC St. Louis