Jon Jones vence Glover Teixeira e defende cinturão dos meio-pesados

Na luta principal do UFC 172, campeão mostrou porque é o melhor peso por peso do mundo e defendeu o cinturão dos meio-pesados pela 7ª vez

Jon Jones cinturao UFC 174

Esta cobertura é patrocinada por: Esta cobertura é patrocinada por EVERLAST

O brasileiro Glover Teixeira bem que tentou, mas Jon Jones mostrou porque é o melhor lutador peso por peso do mundo. O campeão conseguiu evitar o impeto inicial do atleta tupiniquim para impor seu jogo, controlar a luta e vencer na decisão unânime dos juízes. Com o resultado, o norte-americano defendeu o cinturão dos meio-pesados pela sétima vez. O combate foi a atração principal do UFC 172, evento realizado na noite deste sábado (26), em Baltimore, nos Estados Unidos.

A luta

Sem perder desde 2005, Glover Teixeira começou bem a luta diante do campeão. O brasileiro encurtou a distância e combinou os golpes de boxe para atingir Jones, que tentou duas quedas e não conseguiu. Mas já na metade da primeira parcial, Jon evitou a luta na curta distância e evitava a troca franca.

LEIABethe Pitbull vence Jessamin Duke no card preliminar

O segundo round foi a vez de Jones começar melhor, repetindo a tática do final do assalto anterior. Mas Teixeira se recuperou e conectou bons socos no rival. O norte-americano ainda colocou o dedo no olho do brasileiro em duas oportunidades e foi duramente advertido pelo árbitro central. Porém, nenhum ponto foi tirado do campeão.

A partir do terceiro round Jones começou a tomar conta da luta. Com maior envergadura, o campeão esticava um dos braços contra o rosto de Glover, o mantendo afastado. No jogo de grades, Jon ainda fez uso das potentes cotoveladas, que sangrou o nariz do atleta tupiniquim.

MAISDana White anuncia Gustafsson como próximo desafiante e irrita Jon Jones: ‘Não vou falar desse cara’

No quarto e quinto assalto, onde Jones estava mais a vontade  e Glover visivelmente mais cansado, o campeão se soltou e finalmente conseguiu colocar o brasileiro de costas no chão. No final, Jon ainda abaixou a guarda, mas Teixeira não conseguiu levar perigo.

Depois de 25 minutos de luta, Jon Jones derrotou Glover Teixeira na decisão unânime dos juízes com um triplo 50×45.

Anthony Johnson surpreende Phil Davis

A zebra deu as caras na segunda luta mais importante do UFC 172. Phil Davis entrou no octógono para enfrentar Anthony Johnson de olho em uma chance de disputar o cinturão dos meio-pesados. Mas ele não conseguiu impor seu jogo em nenhum momento.

Johnson impôs o jogo de trocação e evitou, de forma brilhante, todas as tentativas de queda de Davis. Com boas combinações de golpes, Anthony abriu frente nas papeletas dos juízes.

No terceiro round, Phil Davis tentou abrir o jogo, mas não conseguiu sequer a ameaçar o rival. Johnson, novamente, conectou os melhores golpes e venceu a peleja na decisão unânime dos juízes.

 Rockhold finaliza rápido e desafia Belfort

Ainda no card principal, Luke Rockhold fez mais uma vítima no UFC. O ex-campeão do Strikeforce não tomou conhecimento de Tim Boetsch e finalizou o rival em pouco mais de dois minutos. Assim que o duelo começou, Rockhold encurtou a distância, conseguiu a queda e já podia ter finalizado em um triângulo de mão. Mas depois de estabilizar a posição nos ‘100 kg’, puxou o braço de Tim e conseguiu a vitória.

Após o triunfo, Luke Rockhold não perdeu tempo e desafiou o brasileiro Vitor Belfort, que o nocauteou em maio de 2013. “Eu quero o título, mas antes preciso acertar as costas com o Vitor. Belfort me dê a revanche”, pediu o norte-americano.

Confira abaixo os resultados do UFC 172: 

CARD PRINCIPAL

Jon Jones derrotou Glover Teixeira na decisão unânime dos juízes;

Anthony Johnson derrotou Phil Davis  na decisão unânime dos juízes;

Luke Rockhold finalizou Tim Boetsch com uma Kimura no R1;

Jim Miller finalizou Yancy Medeiros com uma guilhotina no R1;

Max Holloway finalizou Andre Fili com uma guilhotina no R1;

CARD PRELIMINAR

Joseph Benavidez  finalizou Tim Elliott com uma guilhotina no R1;

Takanori Gomi venceu Isaac Vallie-Flagg por decisão unânime;

Bethe “Pitbull” Correia venceu Jessamin Duke por decisão unânime;

Danny Castillo  venceu Charlie Brenneman por nocaute no R2;

Chris Beal  venceu Patrick Williams por nocaute no R2.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments