‘TJ conseguiu fazer a parte dele, agora é minha vez’, promete Chad Mendes

Desafiante do cinturão dos penas diz que quase chorou por quatro vezes em luta do último sábado

C. Mendes (foto) foi derrotado por Aldo em 2012. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Mendes (foto) foi derrotado por Aldo em 2012. Foto: Josh Hedges/UFC

A dominante vitória de TJ Dillashaw sobre Renan Barão no UFC 173, no último sábado (24), servirá de inspiração para o próximo desafiante do cinturão dos penas. Chad Mendes, parceiro de treinos de Dillashaw, espera repetir o sucesso de seu amigo no combate contra José Aldo.

Mendes, que já foi derrotado por Aldo em 2012, tentará novamente conquistar o título no dia 2 de agosto, na luta principal do UFC 176, em Los Angeles (EUA). “TJ conseguiu fazer a parte dele, e agora é a minha vez no dia 2 de agosto. É desse tipo de adversários que nós precisamos. Vou buscar fazer a mesma coisa contra José Aldo”, disse Mendes, em entrevista ao site do canal Combate. “Nós os deciframos através de TJ junto com Duane Ludwig e todas as suas técnicas e agora temos que continuar trabalhando com isso, e levar tudo o que aprendemos para o meu treinamento para trazer mais um cinturão para nosso time.”

“Money”, como é conhecido, descreveu as emoções pelas quais passou durante o combate do último sábado. “Provavelmente foi a luta mais emocionante que eu já vi na minha vida. Quase chorei quatro vezes durante o duelo. Meu coração disparou e minhas mãos e minhas pernas estavam suando. Foi incrível”, comemorou.

“Provavelmente foi a melhor atuação que vi. Renan Barão é um lutador fantástico, e TJ o fez parecer um iniciante dominando cada round e nocauteando no fim. Estou muito orgulhoso dele.TJ mostrou que está com um poder de nocaute nas mãos inacreditável. Treinei com ele para essa luta, e nós fizemos alguns treinos de sparring e, nos cinco minutos que o treino durou, ele me acertou uns 400 socos. Sabia que, se ele subisse ao octógono com o objetivo de conquistar algo realmente grande, ele iria fazê-lo de forma devastadora. E foi exatamente o que aconteceu”, continuou o norte-americano.

Mendes, de 29 ano de idade, tem em seu cartel profissional 16 vitórias e uma derrota, justamente para Aldo. Desde que perdeu para o brasileiro, no Rio de Janeiro, ele venceu cinco combates consecutivos –  o último deles, contra Nik Lentz, em dezembro do ano passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments