Empresário de Diaz esnoba desafio de Sanchez: ‘Ele não é importante o bastante’

Mike Kogan faz duras críticas aos juízes que deram vitória ao lutador contra Pearson: ‘Dois retardados’

D. Sanchez (dir.) tenta conectar um soco em M. Jury (esq.) no UFC 171. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Sanchez (dir.) tenta conectar um soco em M. Jury (esq.) no UFC 171. Foto: Josh Hedges/UFC

Antes mesmo de entrar no octógono para enfrentar Ross Pearson, no último sábado (7), Diego Sanchez já fazia planos para o futuro. O campeão do TUF 1, que fez contra o inglês sua primeira luta em sua cidade natal, Albuquerque, pretendia sair com a vitória para desafiar Nate Diaz para um combate na Cidade do México, no evento que foi confirmado para novembro.

Após três rounds no co-evento principal do UFC Fight Night 42, Sanchez saiu com a vitória contra Pearson após uma decisão dividida dos juízes para lá de controversa. Diante da polêmica decisão, o empresário de Diaz, Mike Kogan, esnobou o desafio feito pelo lutador.

LEIA MAIS:
Sanchez espera derrotar Pearson e desafiar o ‘bebê chorão’ Nate Diaz no México
Pearson entra com recurso após derrota controversa para Sanchez

“Diego não é importante o bastante para exigir uma resposta. Ele deveria agradecer pelos dois juízes retardados que estavam assistindo a Oprah enquanto ele lutava, dando a ele a vitória”, criticou o empresário, em entrevista ao site MMA Mania.

O resultado do combate entre Sanchez e Pearson causou polêmica a ponto de o inglês, inconformado com a decisão, entrar com um protesto oficial contra a decisão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments