Confiante, Gilbert Durinho destaca preparação ‘perfeita’ para sua estreia no UFC

Brasileiro de 27 anos de idade conta com a ajuda de Vitor Belfort para o combate contra Andreas Stahl em julho

Durinho (foto) faz sua primeira luta pelo UFC em julho Foto: Divulgação

Durinho (foto) faz sua primeira luta pelo UFC em julho Foto: Divulgação

Gilbert Durinho dará um passo importante em sua carreira no dia 26 de julho. Na cidade de San José, na Califórnia (EUA), o brasileiro fará sua estreia no UFC, quando enfrentará o sueco Andreas Stahl no UFC on FOX 12. E, para se preparar para o desafio, Durinho destacou o alto nível de seus treinamentos, que conta com a importante ajuda de Vitor Belfort, seu parceiro de treinos.

Durinho, de 27 anos de idade, tem um cartel invicto no MMA profissional, com sete vitórias em sete combates. Já Stahl, também estreante no UFC, não sabe o que é perder após nove lutas. “A preparação está perfeita, estou me sentindo muito bem, muito motivado. O Pedro Diaz [professor de boxe e preparador físico] fez a minha planilha para essa luta. Não mudou muita coisa do que eu já estava fazendo. O Vitor está me ajudando bastante também. Além dele, o Claudio Calasans está chegando para deixar meu jiu-jitsu ainda mais afiado”, comentou.

Durinho declarou que irá encarar o combate como um outro qualquer em sua carreira. “A próxima luta é sempre a mais importante, mas estou estudando muito e vejo que por vezes o adversário mais difícil somos nós mesmos. Quero me preparar muito bem, entrar sem dúvidas e dar o meu máximo. Sei que meu oponente é um cara duro, que gosta da trocação e do ground and pound. Estou buscando evoluir na trocação e no wrestling e tenho armas para acabar com a luta em pé e no chão. Tenho condicionamento para os três rounds, então quero impor meu jogo com agressividade, mas também com calma. A oportunidade vai chegar e não vou desperdiçar”, avaliou.

Mesmo ainda estreando no UFC, Durinho não esconde que sua meta principal é a conquista do título. “O UFC é o maior evento do mundo, todas as categorias são difíceis. Ser campeão não é uma tarefa fácil, mas também está longe de ser impossível. Já olhei pra todos os campeões do UFC e a pergunta que me faço é: Por que não eu? O que me impede? O que falta? O quanto eu quero. Isso é uma das minhas motivações, quero muito ser campeão é o meu objetivo e essa luta será mais um passo nessa jornada”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments