Apesar de vitórias no UFC 175, Weidman e Rousey podem ficar até seis meses afastados

Derrotado na luta principal da noite, Lyoto Machida recebeu suspensão médica até setembro por lesões no rosto

Weidman (foto) poderá retornar às lutas somente em 2015. Foto: Josh Hedges/UFC

Weidman (foto) poderá retornar às lutas somente em 2015. Foto: Josh Hedges/UFC

Os dois principais destaques do UFC 175, realizado no último sábado (5), poderão pagar caro pelas vitórias conquistadas. Chris Weidman e Ronda Rousey, que mantiveram seus cinturões no evento, poderão ficar até seis meses afastados de atividade devido a lesões adquiridas em seus combates, segundo consta na lista de suspensões médicas divulgada pela Comissão Atlética de Nevada.

Weidman, que derrotou Lyoto Machida na disputa pelo cinturão dos médios, terá de fazer exames de raio-x na mandíbula, cotovelo direito, costela e tornozelo direito. Caso não seja liberado por um ortopedista, deverá ficar afastado de ação até o dia 2 de janeiro. Porém, se os exames não apontarem maiores problemas, terá de ficar até agosto sem contato físico.

Já Rousey, que despachou Alexis Davis em apenas 16 segundos, também poderá ficar fora das lutas até o dia 2 de janeiro. Contudo, assim como Weidman, poderá ser liberada antes por um ortopedista caso não apresente problemas em seu raio-x. Depois da luta, a campeã do UFC afirmou ter sofrido uma lesão na mão, além de ter mostrado a intenção de fazer uma cirurgia em seu joelho direito.

Além deles, outros sete atletas receberam suspensões semelhantes: Russell Doane, Uriah Hall, Urijah Faber, Kenny Robertson, Bruno Carioca, Luke Zachrich e Kevin Casey também poderão ficar fora de atividade até janeiro, com a possibilidade de serem liberados antes por médicos após a realização de exames.

Derrotado na luta principal da noite, Lyoto Machida recebeu suspensão médica até o dia 4 de setembro, sem poder ter contato físico até o dia 20 de agosto. De acordo com a comissão, as datas foram determinadas com base nas lesões sofridas pelo brasileiro no rosto contra Weidman, que o derrotou na decisão unânime dos juízes após cinco rounds.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments