Jon Jones pede desculpas por briga e ouve resposta de Cormier: ‘Mentiroso, desonesto’

Campeão do UFC se diz envergonhado com confusão durante coletiva, mas desafiante debocha e faz críticas pesadas ao rival

J. Jones (foto) defende o cinturão dos meio-pesados em setembro. Foto: Josh Hedges/UFC

J. Jones (foto) defende o cinturão dos meio-pesados em setembro. Foto: Josh Hedges/UFC

Jon Jones e Daniel Cormier continuaram sob clima tenso mesmo algumas horas após a briga que protagonizaram nesta segunda-feira (4), durante entrevista coletiva realizada em Las Vegas (EUA) para promover a luta entre eles no UFC 178.

Os lutadores, que farão combate válido pelo cinturão dos meio-pesados do UFC no dia 27 de setembro, participaram de uma entrevista em conjunto à emissora norte-americana “ESPN” instantes após a confusão. Campeão da categoria até 93 kg da organização, Jones iniciou sua participação na atração se desculpando pelo ocorrido, algo que, na visão de Cormier, não era legítimo.

LEIA TAMBÉM:
VÍDEO: veja a confusão entre Jones e Cormier
Briga em coletiva repercute entre dirigentes e lutadores
Jones questiona forma física de Cormier

“Antes de tudo, eu gostaria de pedir desculpas ao MGM Grand [hotel em que aconteceu a confusão], aos fãs… Definitivamente, não estou orgulhoso do que fiz hoje. Mas o que aconteceu foi que nós tivemos uma encarada, nossas cabeças se encostaram, nossos narizes se esfregaram. É um momento muito íntimo e passional para vários lutadores. Eu nunca vi nenhum lutador colocar as mãos em mim e apertar meu pescoço. Eu reagi para me defender ao bater em Daniel”, descreveu o campeão, que ouviu resposta logo em seguida.

“É tão falso! É tão falso”, interrompeu Cormier, rindo. “Eu nunca vi nenhum lutador descrever o momento como ‘íntimo e passional’. Eu não tenho ideia do que Jon Jones está falando. Você está certo, as pessoas ficam perto umas das outras, mas elas não colocam suas cabeças contra a sua e te empurram para frente. Na minha vida, eu nunca, nunca vou permitir que um homem, seja Mike Tyson no seu auge, seja Wladimir Klitschko, me empurrem com a cabeça e não esperem uma reação. Jon Jones nunca vai dar uma de valentão comigo”, disse o desafiante, invicto no MMA após 15 lutas.

Por fim, Cormier aproveitou a chance de fazer críticas pesadas à postura apresentada por Jones. “Esse cara é um ser humano tão falso… Ele é uma pessoa falsa. Eu não me importo com o que aconteceu. Eu me importo com o dia 27 de setembro, em me tornar campeão dos meio-pesados do UFC. Ele é fraco, um vagabundo, um mentiroso, desonesto. Ele é um monte de coisa das quais não deveria ter orgulho de ser”, criticou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments