Gustafsson, sobre Minotouro: ‘Passou do prazo de validade faz tempo’

Sueco recusa desafio de Anthony Johnson e reitera desejo de disputar novamente o cinturão do UFC

A. Gustafsson (foto) negou luta com Johnson. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Gustafsson (foto) negou luta com Johnson. Foto: Josh Hedges/UFC

Afastado temporariamente das lutas devido a uma lesão, Alexander Gustafsson só pensa em voltar e poder disputar o cinturão dos meio-pesados do UFC, que atualmente está nas mãos de Jon Jones.

O sueco estava escalado para lutar pelo título neste mês, mas deixou o compromisso após ter contundido seu joelho. Substituído por Daniel Cormier na luta válida pelo cinturão, Gustafsson teve seu nome ligado a Anthony Johnson, que está em alta na organização após duas vitórias consecutivas. Porém, Gustafsson não está interessado em enfrentar Johnson, já que considera que o combate “não o levaria a lugar algum” na divisão dos meio-pesados.

De acordo com o lutador, Johnson ainda não fez o suficiente no UFC – e, para exemplificar sua opinião, Gustafsson alfinetou Rogério Minotouro, último adversário de “Rumble”. “Se a luta me levasse a algum lugar, eu seria o primeiro a aceitar. Desde que Johnson retornou ao UFC depois de ser expulso, ele venceu Antonio Rogério Nogueira, que já passou do prazo de validade faz tempo, e Phil Davis. Ele ainda precisa de mais algumas vitórias”, disse Gustafsson, em entrevista ao jornal sueco “Expressen”.

Gustafsson afirmou que o UFC pretende realizar no próximo ano um evento grande na Suécia, com capacidade para 50 mil pessoas. Caso ele receba a chance de lutar pelo título no evento, o lutador não se incomoda com o tempo de inatividade. “Se eles me garantirem uma disputa pelo título na Suécia, eu poderia esperar até três anos. Então, isso não importa”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments