Perna quebrada há dez anos ainda impede Anderson Silva de correr: “Dor insuportável”

Aos 48 anos, Spider diz que não se recuperou totalmente da perna quebrada e que sente um desbalanço e inchaço no local

Fratura de Anderson Silva (dir.) foi uma das cenas mais fortes e marcantes de 2013. Foto: UFC

Fratura de Anderson (dir.) foi uma das cenas mais fortes e marcantes de 2013. Foto: UFC

Um dos maiores nomes do MMA, Anderson Silva revelou que ainda sofre as consequências da fratura na perna esquerda que sofreu em 2013, na revanche contra Chris Weidman. O ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) do UFC disse que não consegue mais correr normalmente e que sente dores e inchaço no local da lesão.

Anderson Silva, que tem 48 anos, contou que a recuperação foi difícil e que chegou a pensar que não poderia mais lutar. Em entrevista ao Flow Podcast, o Spider disse que voltou a treinar um mês depois da cirurgia, mas que ficou com medo de chutar por um longo tempo. Ele ainda afirmou que tem algumas limitações, mas que consegue chutar e treinar normalmente, exceto pela corrida.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Chael Sonnen se emociona ao assistir série ao lado de Anderson Silva. Foto: Reprodução/Twitter/@paramountplusbr
Conor McGregor é ex-campeão do UFC e quer superar recorde de Anderson Silva. Foto: Reprodução/Instagram
Anderson Silva é lenda do UFC. Foto: Reprodução/UFC

“Não consigo mais correr. Não tem como. Sinto um desbalanço, sinto dores. Minha perna incha no local onde quebrei. Mas chuto normal, treino normal. Só correr que não dá”, disse Spider.

O lutador brasileiro também relatou que foi uma lesão limpa, que não afetou nenhum tendão, apenas o osso. Anderson disse que teve sorte de não ter pisado no chão depois do chute, pois isso poderia ter causado mais danos. Ele lembrou que sentiu uma dor terrível e que ficou em estado de choque com o que aconteceu.

PUBLICIDADE:

“Foi uma lesão limpa. Não pegou nenhum tendão. Quebrou só um osso. Na hora que eu chutei, não pisei no chão. E, cara, passou um filme. Falei: ‘Não estou acreditando’. Foi terrível. Fiquei parado um mês, mas fiquei com dor por um ano”, contou Anderson Silva, que disse que ainda sente uma dor insuportável às vezes.

PUBLICIDADE:

Anderson Silva no UFC

Como campeão dos médios, Anderson reinou absoluto entre 2006 e 2013. Antes da fatídica queda contra Chris Weidman, o lutador acumulou 10 defesas de título. Profissional no MMA entre 1997 e 2020, Silva deixou o esporte com 46 apresentações. Ao longo de sua carreira, o brasileiro acumulou 34 vitórias, 11 derrotas e um ‘no contest’.

Referência nas artes marciais mistas, ‘Spider’ representou a organização entre 2006 e 2020. Pela empresa, o lutador protagonizou performances emblemáticas, como na conquista do título dos médios sobre Rich Franklin, o ‘baile’ diante de Forrest Griffin, em 2009, a virada épica contra Chael Sonnen, em 2010, e o nocaute apoteótico contra Vitor Belfort, na ‘Luta do Século’, em 2011.

 

PUBLICIDADE:

Charles do Bronx em risco após show de Tsarukyan no UFC Austin?

Leia Mais sobre: , , , ,


Resultados do UFC Las Vegas 83 Brasileiros em ação no UFC Las Vegas 83 Resultados do UFC Austin Resultados das Finais – PFL Resultados do UFC Las Vegas 82