Raphael Assunção revela ter se sentido pressionado por retorno de Dominick Cruz

Após vencer Bryan Caraway no último sábado (04), brasileiro reconheceu que teve uma boa apresentação no UFC FN 54

R. Assunção (foto) venceu B. Caraway na luta co-principal do UFC FN 54. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Assunção (foto) venceu B. Caraway na luta co-principal do UFC FN 54. Foto: Josh Hedges/UFC

Próximo de disputar o cinturão há pelo menos um ano, o brasileiro Raphael Assunção teve seu sonho adiado mais uma vez após o retorno avassalador de Dominick Cruz, que voltou após três anos parado e se garantiu como próximo desafiante. Após bater Bryan Caraway no último sábado (04), em Halifax (Canadá) e ampliar sua série invicta para sete vitórias consecutivas, Raphael reconheceu que não teve sua melhor atuação e assumiu ter se sentido pressionado pela situação envolvendo o título e a volta de Cruz.

“Não foi minha melhor atuação. Eu estava com muita coisa na minha cabeça, e sentimentos, por causa dessa situação do cinturão. Dominick Cruz tinha feito algo fantástico, então, na minha cabeça, eu tinha que fazer algo parecido. Não literalmente, mas eu estava assim: ‘o cara teve um grande desempenho, preciso fazer algo parecido’. Tem muita coisa em jogo, isso é o MMA. Mas foi outra vitória e uma luta dura”, disse o brasileiro em entrevista ao canal oficial do UFC no YouTube.

Além disso, Assunção justificou o porquê de ter pedido para que sua próximo luta seja válida pelo título. “Eu tive que fazer isso, porque se não fizesse minha equipe ia me cobrar por isso: ‘Ei, cara, peça uma luta pelo cinturão’. Isso deve acontecer, sabe… “, disse o brasileiro, que também aproveitou para elogiar a forma como seu adversário se apresentou. “O Bryan Caraway se manteve vindo para cima o tempo todo. Ele disse que faria uma luta assim e fez. Respeito o Caraway, estou feliz com a vitória”, comentou.

Aos 32 anos, Raphael Assunção tem um cartel profissional de 23 vitórias e quatro derrotas. O pernambucano radicado em pernambuco vem de sete vitórias consecutivas e atualmente ocupa a quarta posição no ranking de pesos galos do UFC, atrás de Urijah Faber, Dominick Cruz, Renan Barão e o campeão TJ Dillashaw.

Confira abaixo a entrevista completa de Raphael Assunção:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments