Treinador sugere combate entre Ronaldo Jacaré e Dan Henderson nos meio-pesados

Josuel Distak diz que seu pupilo poderia lutar na divisão de cima para evitar ficar parado disputar o cinturão dos médios

Luta entre Jacaré (esq.) e Henderson (dir.) está nos planos de Distak. Foto: Produção MMA Press (Divulgação/UFC)

Luta entre Jacaré (esq.) e Henderson (dir.) está nos planos de Distak. Foto: Produção MMA Press (Divulgação/UFC)

Ronaldo Jacaré conquistou uma posição de destaque na categoria dos médios do UFC ao vencer com autoridade todas as quatro lutas que fez na maior organização de MMA do mundo. Querendo já disputar o cinturão, o brasileiro, no entanto, passa por um dilema: a luta entre Chris Weidman e Vitor Belfort, que colocará o título da divisão até 84 kg em jogo, deverá acontecer somente em fevereiro de 2015, o que poderá significar que Jacaré fique um longo tempo parado até voltar ao octógono. Contudo, o treinador principal do lutador, Josuel Distak, sugeriu um combate para seu pupilo na divisão de cima, contra o veterano Dan Henderson.

Distak acredita que a melhor saída para Jacaré seria enfrentar Hendo na divisão até 93 kg no mesmo evento em que Belfort desafiará Weidman. “Eu adoraria vê-lo enfrentando Henderson em fevereiro, no mesmo evento em que Belfort enfrentará Weidman. Henderson é uma lenda, e os fãs iriam adorar o casamento dessa luta. O mundo precisa saber do potencial de Ronaldo Jacaré”, disse Distak, em entrevista ao site norte-americano “Sherdog”.

Mesmo que o adversário não seja Henderson, Distak confia que seu lutador tem condições de desafiar qualquer meio-pesado do planeta. “Gosto da ideia de Jacaré em uma luta especial entre os meio-pesados. Eu realmente acredito que, com exceção de Rafael Feijão e Rogério Minotouro, Jacaré pode lutar com qualquer um naquela categoria como preparação para enfrentar o vencedor de Vitor x Chris. Eu não acho que seja justo ele cortar peso para lutar na categoria onde está em segundo no ranking”, afirmou.

Caso os planos realmente saiam do papel, Jacaré faria algo semelhante ao que aconteceu com Vitor Belfort em 2013. O “Fenômeno”, credenciado para disputar o cinturão dos médios, fez uma luta com o próprio Henderson entre os meio-pesados, já que a revanche entre Weidman e Anderson Silva estava agendada para pouco tempo depois. Na ocasião, Belfort derrotou Henderson por nocaute.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments