Du Plessis ou Strickland? Pontuação de mídias especializadas e jornalistas gera controvérsia no UFC 297

Luta equilibrada e intensa termina com decisão polêmica e dividida dos juízes, que dão a vitória e o cinturão dos médios para o sul-africano sobre o norte-americano

Dricus du Plessis em vitória no UFC 297. Foto: Reprodução/Instagram/@ufceurope

Dricus du Plessis em vitória no UFC 297. Foto: Reprodução/Instagram/@ufceurope

A luta principal do UFC 297, que aconteceu no último sábado (20/01), em Toronto, no Canadá, terminou com uma decisão polêmica e dividida dos juízes, que deram a vitória e o cinturão dos médios (até 83,9kg.) para Dricus du Plessis sobre Sean Strickland. O combate foi marcado pelo equilíbrio e pela intensidade, com ambos os lutadores mostrando habilidade e coração, mas sem conseguir dominar o adversário.

A pontuação dos juízes, contudo, foi contestada por muitos fãs e jornalistas especializados, que viram o resultado de forma diferente.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Israel Adesanya e Dricus Du Plessis em encarada no UFC 290 (Foto: Instagram/UFCANZ)
Sean Strickland (esq.) e Dricus du Plessis (dir.) se enfrentam no UFC 297. Foto: Reprodução/Twitter/UFC
Alex Poatan como corner de Sean Strickland no UFC 297. Foto: Reprodução/Twitter

Segundo o site MMA Decisions, que reúne as opiniões de diversos profissionais da imprensa no mundo, 13 jornalistas marcaram a vitória para Du Plessis, enquanto outros dez (nove jornalistas e um veículo) viram Strickland superior. Nas redes sociais, também houve divergência e debate sobre quem merecia levar o cinturão.

Com o resultado, Dricus se tornou o quarto campeão diferente da categoria dos médios nos últimos dois anos, sucedendo Israel Adesanya, Alex Poatan e o próprio Strickland.

PUBLICIDADE:

Dricus du Plessis x Sean Strickland

O sul-africano, que tem um cartel de 21 vitórias e duas derrotas, chegou ao UFC em 2020 e venceu todas as suas sete lutas na organização, sendo quatro por nocaute, uma por finalização e outras duas na decisão dos juízes.

Já o norte-americano perdeu o título em sua primeira defesa, após conquistá-lo em setembro de 2023, ao derrotar Israel Adesanya por decisão unânime. Ele soma um histórico de 28 resultados positivos e seis negativos em sua carreira no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre: , , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297