Quem é Kayla Harrison, medalhista de ouro olímpica e ex-PFL que enfrentará ex-campeã dos galos no UFC 300

Duas vezes campeã olímpica e ex-atleta da PFL, a norte-americana não chega no octógono a passeio e, com o cenário delicado na categoria, possui totais condições de conquistar o cinturão peso galo do UFC

K. Harrison recebe a medalha de ouro olímpica em Pequim/2008 (Foto: Divulgação/Instagram)

Na noite da última terça (23), Dana White surpreendeu os fãs de MMA ao anunciar a contratação da judoca e ex-campeã da PFL Kayla Harrison para enfrentar a veterana Holly Holm no UFC 300. Por lutar longe da maior organização de artes marciais mistas do mundo, a norte-americana pode acabar sendo subestimada pelo chamado ‘público médio’, porém, o currículo da campeã olímpica mostra que ela merece muito respeito e que será um grande ativo ao plantel feminino do Ultimate.

Veja Também

Kayla Harrison em pesagem na PFL. Foto: Reprodução/Instagram/PFLMMA

Trajetória no judô

Nascida na cidade de Middletown, Ohio (EUA), Kayla começou no judô ao seis anos de idade, incentivada por sua mãe, que era faixa preta na modalidade. Com apenas 15 anos, Harrison já era bicampeã nacional na sua faixa de idade. Em 2010, Kayla finalmente apareceu para o mundo ao conquistar o Campeonato Mundial adulto de Judô, realizado em Tóquio, Japão, diante da brasileira Mayra Aguiar.

PUBLICIDADE:

Entre 2010 e 2016, Kayla se tornou uma das melhores do mundo na divisão 78 kg. Protagonista dos principais torneios, a norte-americana fez história na modalidade ao conquistar duas medalhas de ouro olímpicas (Rio 2016 e Londres 2012), um campeonato mundial (Tóquio 2010) e dois ouros pan-americanos (Guadalajara 2011 e Toronto 2015). Após as Olímpiadas do Rio, Kayla surpreendeu os fãs ao decidir migrar para o MMA.

A judoca no MMA

K. Harrison recebe cinturão da PFL das mãos de M. Tyson (Foto: Twitter / PFL)

PUBLICIDADE:

Para iniciar sua trajetória no MMA, Kayla escolheu assinar com a PFL buscando evoluir na modalidade. Dentro do decágono, a norte-americana foi dominante durante praticamente quatro temporadas. Entre 2018 e 2022, onde não atuou apenas em 2020 devido à pandemia da Covid-19, Harrison obteve 14 vitórias consecutivas e venceu por duas vezes o torneio do peso leve (até 70,3kg). A única derrota da judoca em 16 lutas na PFL e na carreira aconteceu em novembro de 2022 para a brasileira Larissa Pacheco.

Mesmo com divergências e rusgas antigas com Dana White, Kayla nunca escondeu que tinha o sonho de lutar na maior organização de MMA do mundo. E o seu desejo será realizado: no histórico UFC 300, que acontecerá no dia 13 de abril, a medalhista de ouro olímpica enfrentará a ex-campeã peso galo Holly Holm. Com o vasto currículo no judô e no MMA, Harrison já mostrou que merece respeito e que possui condições até mesmo de conquistar o cinturão peso galo do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Risco para Charles do Bronx no UFC?

Leia Mais sobre: , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297