Holly Holm fala sobre comparações entre Kayla Harrison e Ronda Rousey antes de duelo no UFC 300

Adversária de Kayla Harrison na estreia da ex-judoca no UFC, Holm comenta diferenças entre a ex-campeã da PFL e Ronda

Ronda Rousey foi nocauteada por Holm no UFC 193 Foto: Divulgação/UFC

Ronda foi nocauteada por Holm no UFC 193 Foto: Divulgação/UFC

Ex-campeã peso galo (até 61,2 kg), Holly Holm pode se orgulhar de ter enfrentado vários dos maiores nomes do MMA feminino ao longo dos quase nove anos em que atua no Ultimate. Após dividir o octógono com Miesha Tate, Valentina Shevchenko, Cris Cyborg, Amanda Nunes e Ronda Rousey, a norte-americana se prepara para receber a bicampeã olímpica Kayla Harrison em duelo no UFC 300.

Por se tratar de uma atleta condencorada no judô e com um começo de carreira avassalador no MMA, com dois títulos da PFL, as comparações entre Kayla Harrison e Ronda Rousey se tornam quase inevitáveis para os fãs. Holly Holm, no entanto, acredita que as duas possuem mais diferenças do que semelhanças no estilo de luta.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Israel Adesanya e Dricus Du Plessis em encarada no UFC 290 (Foto: Instagram/UFCANZ)
JAMAHAL-HILL

“Muita gente está fazendo essas comparações, mas elas têm tamanhos diferentes, estilos diferentes, bases diferentes. Elas nem lutam na mesma base. Tudo é diferente. Existem algumas similaridades, sim, mas a maior parte é diferente. A trocação, o jeito que elas se aproximam. Não é como se eu penssasse: ‘Já venci uma campeã de judô antes, então essa está garantida’. Não estou pensando nisso”, garantiu a ex-campeã em participação no podcast ‘MMA Hour’.

Holly Holm foi campeã do UFC em novembro de 2015, com nocaute memorável sobre Ronda Rousey, mas perdeu o título para Miesha Tate logo na primeira defesa. Desde então, ex-pugilista teve mais três chances de lutar por títulos na organização e promete, aos 42 anos, estar pronta para mais.

PUBLICIDADE:

“Eu já lutei pelo cinturão mais de uma vez, então muita gente quer ver outras pessoas lutando pelo cinturão. Mas você precisa colocar na fila pessoas que mereçam estar lá e existe uma razão pela qual eu permaneço ali. Eu estou ranqueada no top 5 há muito tempo. Meu objetivo é sempre chegar ao cinturão. Se eu não estiver lutando para ser campeã, não quero mais lutar. Não estou lutando pelo salário, nem por diversão. Existe um objetivo na minha mente”, finalizou.

Risco para Charles do Bronx no UFC?

Leia Mais sobre: , , ,


Resultados do UFC Las Vegas 87 Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86