Anderson Silva assina novo contrato com o UFC por mais 15 lutas

Informação foi revelada pelo próprio Spider, que também revelou possibilidade de mudança no seu patrocínio de material esportivo

A. Silva (foto) falou aos fãs e jornalistas no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/YouTube

A. Silva (foto) não luta desde de dezembro de 2013. Foto: Reprodução/YouTube

Com 39 anos e mais oito lutas a fazer no seu contrato assinado em 2013, houve quem desconfiasse que Anderson Silva não seria capaz de cumprir integralmente seu acordo com o UFC. Agora, aqueles que já estavam receosos reuniram um motivo a mais para sua dúvida, ao passo que os fãs ansiosos para ver o Spider em ação ganharam outra razão para comemorar. Isso porque, nesta segunda-feira (27), o próprio Anderson surpreendeu e revelou ter ampliado seu vínculo com o Ultimate para mais 15 lutas.

VEJA TAMBÉM:

Werdum recebe apoio de Ronaldinho Gaúcho no México
Aldo exibe rosto desfigurado após vitória no UFC 179
Norte-americano explica desafio a Anderson Silva

“Eu tinha mais sete lutas no meu contrato (além do já agendado duelo contra Nick Diaz). Estive com o Lorenzo (Fertitta) e o Dana (White) na quinta-feira que passou e o  contrato foi rasgado. A gente assinou por mais 15 lutas. Para deixá-lo maluco, assinei por mais 15 lutas. E para deixar a galera lá em casa maluca também”, disse o Spider, em entrevista ao site do canal “Combate”.

ASSISTA: VÍDEO: J. Aldo x C. Mendes 2 no UFC Rio 5

Um dos motivos que mais levantaram suspeitas sobre o cumprimento integral do acordo anterior de Anderson Silva com o UFC foi a quantidade de lutas por ano do Spider, que na época do vínculo anterior tinha 38 anos. Hoje, já um ano mais velho, com 15 lutas pela frente e uma média recente de dois combates por ano, Anderson lutaria hipoteticamente até seus 47 anos de idade.

Sai Nike, entra Adidas?

Além da mudança no seu acordo com o UFC, Anderson Silva também comentou a possibilidade de assinar com um novo fornecedor de material esportivo. Contratado da norte-americana Nike desde 2012, o Spider revelou que encerrou seu contrato com a marca, que recentemente também desligou o campeão dos meio-pesados Jon Jones do seu quadro de atletas, e atualmente negocia com sua principal concorrente: a alemã Adidas.

“Já fui (atleta da Nike). Sempre fui fã da Nike e gosto muito da marca. A empresa me deu a oportunidade de realizar um sonho. Graças ao Ronaldo e ao Corinthians, tive a oportunidade de trabalhar junto da equipe da Nike. Foi ótimo, gostei muito. Ficam as lembranças e a saudade. Agora a gente está numa relação bacana com a Adidas. Não tem nada certo, e vamos ver o que vai dar daqui para a frente”, comentou Anderson.

Aos 39 anos, e agora com mais 15 lutas profissionais pela frente, Anderson Silva tem um cartel de 33 vitórias e seis derrotas. Após fraturar a perna esquerda na revanche contra Chris Weidman e passar o ano de 2014 se recuperando, o Spider voltará ao octógono no dia 31 de janeiro, contra o polêmico norte-americano Nick Diaz, na luta principal do UFC 183, em Las Vegas (EUA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário