Do Bellator ao UFC: além de Michael Page, relembre atletas que deixaram a concorrente e se testaram no Ultimate

SUPER LUTAS aponta lista de lutadores que ‘tentaram a sorte’ na maior organização de MMA do mundo

M. Chandler (dir.) é considerado um dos maiores nomes da história do Bellator. Foto: Reprodução/Facebook/Michaelchandler)

Os fãs assíduos de MMA acompanharão uma estreia aguardada no UFC 299. No card principal, Michael Page, antigo astro do Bellator, debutará na maior organização de MMA no mundo. Rival de Kevin Holland no show deste sábado (9), o inglês se une a outros nomes que ‘tentaram a sorte’, deixando a concorrente e se testado no Ultimate.

Veja Também

Jake Paul enfrenta Mike Tyson em junho. Foto: Reprodução/Instagram
borrachinha-whittaker

Nos últimos anos, era comum os fãs do esporte acompanharem lutadores que deixaram o Ultimate para buscar uma ‘sobrevida’ no esporte na sua maior concorrente. Outros, no entanto, tomaram  a ‘via contrária’.

PUBLICIDADE:

Para te deixar por dentro da história das transferências, a equipe do SUPER LUTAS listou atletas que se consagraram no Bellator e, na sequência, migraram para o UFC. Em alguns casos, lutadores chegaram à glória; em outros, a trajetória pode ser considerada embaraçosa. Confira:

Eddie Alvarez

Para os que não sabem, Eddie Alvarez é nome icônico na história do Bellator. Representante da organização entre 2019 e 2013, o lutador conquistou o cinturão inaugural do peso leve (até 70,3kg.), sendo figura marcante para a companhia.

PUBLICIDADE:

Em 2014, Alvarez se transferiu para o UFC, mas acabou derrotado por Donald Cerrone logo em sua estreia. O atleta, no entanto, deu a volta por cima em grande estilo, somando o título dos leves diante de Rafael dos Anjos em 2016.

Michael Chandler

Considerado um dos grandes nomes do Bellator, Michael Chandler construiu um legado de sucesso na antiga organização presidida por Scott Coker. Na empresa, o norte-americano somou o título dos leves ao bater Eddie Alvarez em 2011, em desafio épico para o MMA.

Na temporada 2021, Chandler migrou para o Ultimate e, depois de superar Dan Hooker de forma brutal na estreia, se credenciou a disputar o cinturão dos leves contra Charles do Bronx. Diante do brasileiro, o norte-americano acabou perdendo a chance de assumir o trono.

Joe Soto

Em 2010, Joe Soto se tornou o primeiro campeão dos penas (até 65,7kg.) no Bellator, ao bater Yahir Reyes. O reinado do combatente, no entanto, durou pouco, sendo que o atleta foi destronado no primeiro desafio como detentor do título, ao sucumbir diante de Joe Warren.

O norte-americano, no entanto, teve a oportunidade de conquistar um cinturão do UFC logo em sua estreia pela companhia, em 2014. O lutador, no entanto, foi vítima de TJ Dillashaw, sendo o tropeço um dos cinco sofridos em oito compromissos.

Alexander Volkov

‘Gigante’ do peso pesado (até 120,2kg.), Alexander Volkov já foi o ‘rei’ de sua categoria no Bellator. Com seus mais de 2 metros, o russo chegou à glória pela organização em 2012, ao vencer o torneio da divisão e conquistar o título diante de Rich Hale.

O ano de 2016 marcou a ida de Volkov para o UFC. Na empresa, o atleta não chegou a disputar o título, mas, por anos, segue como destaque no top 15 do grupo, sendo, hoje, o número seis.

Ben Askren

Muitos que acompanharam a trajetória embaraçosa de Ben Askren no Ultimate podem não saber que o norte-americano é uma referência na história do Bellator. Pela empresa, o lutador reinou absoluto nos meio-médios entre 2010 e 2013.

Comprado pelo UFC junto ao ONE Championship em 2019, tendo o lendário Demetrious Johnson envolvido na negociação, Askren chegou à companhia sob a promessa de seguir o sucesso de sua trajetória no MMA. O lutador, no entanto, conheceu a primeira derrota na carreira no nocaute épico sofrido contra Jorge Masvidal. Ao todo, o norte-americano somou dois reveses e um resultado positivo na empresa.

Hector Lombardi

Veterano das artes marciais mistas, Hector Lombardi teve passagem de sucesso no Bellator. Na companhia, o lutador liderou o peso médio (até 83,9kg.) entre 2009 e 2010.

Dois anos depois, o combatente foi contratado pelo UFC para ‘assombrar’ a categoria que, desde 2006, era dominada por Anderson Silva. O lutador, no entanto, não teve trajetória convincente na companhia, acumulando três vitórias em 12 apresentações, além de teste positivo em exame antidoping, em 2015.

Lyman Good

Primeiro campeão dos meio-médios (até 77,1kg.) na história do Bellator, Lyman Good está nos livros de memórias da companhia. Representante da empresa entre 2009 a 2013, o lutador teve trajetória positiva na companhia.

Em 2015, Good assinou com o UFC. Pela organização presidida por Dana White, o atleta ficou no ’50 a 50’, somando três triunfos e três reveses.

Will Brooks

Um dos carrascos de Michael Chandler no Bellator, Will Brooks foi um dos lutadores que ostentaram o cinturão dos leves na companhia. Pela empresa, o combatente realizou 10 apresentações, vencendo em nove oportunidades.

No ano de 2016, Brooks debutou no UFC. Na companhia, porém, o atleta não repetiu as boas performances do Bellator e colecionou três reveses em quatro embates.

Zack Makovsky

Atleta do peso galo (até 61,2kg.), Zack Makovsky conquistou o primeiro torneio da categoria pelo Bellator, sendo o campeão inaugural da divisão na empresa. Na empresa, o norte-americano realizou oito confrontos, vencendo em seis oportunidades.

Em 2013, Zack se transferiu para o UFC, mas não teve sucesso. Com sete desafios, o lutador foi superado em quatro embates, tendo Jussier Formiga como um dos algozes.

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88