Exame antidoping de Vitor Belfort realizado em novembro dá negativo

Brasileiro, que forneceu amostras de sangue e urina, também apresentou níveis normais de testosterona

Belfort (foto) enfrentará Weidman em fevereiro. Foto: Divulgação

Belfort (foto) enfrentará Weidman em fevereiro. Foto: Divulgação

O exame antidoping realizado por Vitor Belfort no início do mês deu negativo. A informação foi passada pela Comissão Atlética de Nevada, órgão que requereu o teste, ao site da emissora norte-americana “ESPN”.

Belfort, escalado para enfrentar Chris Weidman pelo cinturão dos médios do UFC, somente receberá a licença para lutar caso passe por alguns exames antidoping aleatórios até a data do combate. No dia 1º, o brasileiro forneceu amostras de sangue e urina a representantes da Comissão de Nevada, o que não apresentou traços de substâncias proibidas. Além disso, seu nível de testosterona, objeto de discórdia recente por conta da TRT, também estava normal.

LEIA TAMBÉM: Gracie conta como evitou briga entre Anderson e Belfort

Com isso, a luta entre Belfort e Weidman fica cada vez mais próxima de acontecer. Pelo fato de o combate ter sido transferido de Las Vegas para Los Angeles, os próximos exames a serem realizados no brasileiro deverão ser organizados pela Comissão Atlética da Califórnia. Belfort deu entrada no pedido de licença para lutar na Califórnia na semana passada.

MAIS: Empresa dona do UFC tem queda nos lucros em 40% em 2014

A polêmica envolvendo Belfort e os exames antidoping se iniciou no começo do ano, quando o brasileiro, ainda sob a terapia de reposição de testosterona (TRT), foi flagrado com níveis do hormônio acima do permitido. Com o banimento da TRT no MMA, Belfort somente conseguirá voltar a lutar caso apresente exames que comprovem a normalidade de seu organismo. A luta entre Weidman e Belfort está marcada para o dia 28 de fevereiro, na atração principal do UFC 184.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments