Anthony Pettis finaliza Gilbert Melendez e defende cinturão dos leves do UFC

Campeão dos leves sofreu no primeiro round, mas ‘tirou da cartola’ uma guilhotina e derrotou desafiante

Pettis (foto) finalizou Melendez e defendeu título no UFC. Foto: Divulgação/UFC

Pettis (foto) finalizou Melendez e defendeu título no UFC. Foto: Divulgação/UFC

Ele voltou em grande estilo. Um ano e três meses depois de conquistar o cinturão dos leves do UFC, Anthony Pettis fez sua primeira defesa de título no evento 181, realizado neste sábado (6) em Las Vegas, nos Estados Unidos. E o resultado não poderia ter sido melhor, já que o campeão finalizou o desafiante Gilbert Melendez no segundo round de disputa.

Veja Também

Urijah Faber finaliza de maneira polêmica no card preliminar do UFC 181
UFC anuncia contratação de antigo astro do pro-wrestling CM Punk
Hérica Tibúrcio faz história, bate a ‘Gata do Caratê’ e conquista cinturão do Invicta

Porém, a luta não foi nada fácil para Pettis. Melendez iniciou o combate com uma estratégia bem definida: partir para cima com tudo apostando no boxe, tentando abafar o campeão e, posteriormente, levar a luta ao solo.

O jogo funcionou bem no primeiro round, mas, no segundo período de ação, Pettis voltou ligado na estratégia de seu adversário. Melendez não conseguia impor seu jogo como antes, e, assim que deu uma brecha, levou um poderoso contra-ataque. Imediatamente Melendez buscou a queda, mas Pettis foi esperto ao aplicar uma guilhotina justa. “El Niño” se debateu tentando sobreviver, mas não teve alternativa a não ser bater em desistência.

Aos 27 anos de idade, Pettis conquistou sua 18ª vitória no MMA, contra apenas duas derrotas. Já Melendez sofreu seu quarto revés, o primeiro sem ser na decisão dos juízes.

Browne confirma favoritismo e bate Schaub

Browne (foto) retomou o caminho das vitórias. Foto: Divulgação/UFC

Browne (foto) retomou o caminho das vitórias. Foto: Divulgação/UFC

Depois de perder para Fabrício Werdum em abril, Travis Browne retomou o caminho das vitórias ao bater Brendan Schaub ainda no primeiro round no antepenúltimo combate da noite.

Favorito, Browne evitou se expor nos segundos iniciais de luta e aproveitou sua maior envergadura. Schaub tentava levar a luta ao solo, mas “Hapa” resistia e não deixava a posição se estabilizar.

Em uma das tentativas de queda, Schaub acabou levando um upper certeiro no contragolpe e caiu atordoado. Ele tentou sobreviver ao fim do primeiro round, mas Browne insistiu nos golpes e conseguiu o nocaute técnico.

Duffee precisa de apenas 33 segundos para nocautear

Duffee despachou Hamilton em poucos segundos. Foto: Divulgação/UFC

Duffee despachou Hamilton em poucos segundos. Foto: Divulgação/UFC

Conhecido por ser dono de um dos nocautes mais rápidos da história do UFC, com apenas sete segundos, Todd Duffee não decepcionou a torcida. Em sua primeira luta desde 2012, o gigante norte-americano precisou de apenas 33 segundos para nocautear Anthony Hamilton e conquistar a vitória.

Duffee conectou um potente direto de direita em Hamilton, que caiu instantaneamente nocauteado. Assim, Duffee conquistou sua nona vitória no MMA, contra apenas duas derrotas, enquanto que Hamilton sofreu sua quarta derrota, a segunda em três lutas pelo UFC.

Ferguson se recupera e finaliza Trujillo

A abertura do card principal do UFC 181 teve o duelo entre os pesos leves Abel Trujillo e Tony Ferguson. O combate começou com ritmo frenético, sendo que Trujillo conseguiu acertar um bom direto de direita e aplicar um knockdown. Ainda atordoado, Ferguson se defendeu e sobreviveu. Truijllo continuava acertando bons golpes e Ferguson não se encontrava, mas, ao término do primeiro round, a maré parecia estar prestes a virar.

Ferguson começou o segundo round mais agressivo, enquanto Trujillo, claramente com menos ímpeto, buscava levar a luta ao solo. O combate ficou travado no chão por alguns instantes, mas Ferguson conseguiu se movimentar com mais eficiência assim que chegou às costas de Trujillo. Pouco depois, encaixou um mata-leão justo, que não deu outra alternativa a Trujillo a não ser bater.

Campeão do TUF 13, Ferguson conquistou sua sétima vitória no UFC, contra apenas uma derrota. Foi seu quarto triunfo consecutivo dentro do octógono, enquanto que Trujillo perdeu sua segunda no Ultimate. Ele, que vinha de vitórias sobre Jamie Varner e Roger Bowling, não perdia desde maio de 2013, quando foi dominado por Khabib Nurmagomedov.

CARD PRINCIPAL

Robbie Lawler derrotou Johny Hendricks na decisão dividida dos juízes;

Anthony Pettis derrotou Gilbert Melendez por finalização no R2;

Travis Browne derrotou Brendan Schaub por nocaute técnico no R1;

Todd Duffee derrotou Anthony Hamilton por nocaute no R1;

Tony Ferguson derrotou Abel Trujillo por finalização no R2;

CARD PRELIMINAR

Urijah Faber derrotou Francisco Rivera por finalização no R2;

Josh Samman derrotou Eddie Gordon por nocaute no R2;

Corey Anderson derrotou Justin Jones na decisão unânime dos juízes;

Raquel Pennington derrotou Ashlee Evans-Smith por finalização no R1;

Sergio Pettis derrotou Matt Hobar na decisão unânime dos juízes;

Clay Collard derrotou Alex White na decisão unânime dos juízes

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments