Wanderlei Silva comenta uniformes no UFC e oferece ajuda a lutadores iniciantes

"Cachorro Louco"

Wand (foto) quer que demais ídolos brasileiros também contribuam com sua causa. Foto: Josh Hedges/UFC

Wand (foto) quer que demais ídolos brasileiros também contribuam com sua causa. Foto: Josh Hedges/UFC

Na última semana, um dos principais assuntos no meio do MMA foi o novo acordo entre UFC e marca Reebok para exclusividade de uniformes da organização a partir de meados de 2015. Ativo comentarista e ativista do esporte desde sua aposentadoria, o ex-campeão do PRIDE Wanderlei Silva não passou batido pelo tópico e produziu um vídeo em que analisa o contrato entre o evento e a marca de material esportivo. Além da análise, Wand também se ofereceu para ajudar os atletas iniciantes, oferecendo-lhes espaço em suas redes sociais para divulgação.

Veja Também

Assista aos melhores momentos da luta entre Robbie Lawler e Johny Hendricks no UFC 181
UFC 181: Josh Samman aplica nocautaço em campeão do TUF com canelada certeira
UFC anuncia contratação de antigo astro do pro-wrestling CM Punk

“Os uniformes demonstram uma boa vontade do evento de mudar a situação e querer dar um ganho maior pro atleta. Por esse ponto, eu realmente enalteço a atitude de vocês. Eu espero que seja uma coisa boa para os atletas, mas não só para os tops. Eu acho que tem que ser bom pros de baixo. Tem que pensar nos que ganham pouco. (…) Então, o que o lutador novo vai poder falar para seu patrocinador na hora de barganhar um preço, pedir um patrocínio? Eu estou colocando a sua disposição as minhas redes sociais. Vocês podem mandar seus vídeos para mim. Mas mandem vídeos bons, não vai mandar aqueles vídeos ‘xexelentos’. Faça um vídeo criativo, em que apareça seus patrocinadores e eu vou postar isso para todas as pessoas que me seguem. Assim a gente vai ajudar vocês a conseguir novos patrocínios e viver com o esporte”, disse o “Cachorro Louco”.

Além disso, Wanderlei afirmou que pretende incentivar outros atletas de renome a fazerem o mesmo e aumentar o número de espaços disponíveis para divulgação de lutadores. “Eu quero que outros atletas, nossos ídolos e ícones, a fazerem o mesmo e postarem os vídeos mostrando o patrocínio dos novos atletas, para que assim a gente possa ajudar eles e incentivar o esporte. Acho que é o mínimo que nós podemos fazer. Eu sei o que o lutador passa até chegar a fazer seu nome”, comentou.

Aos 38 anos, Wanderlei Silva encerrou sua carreira com um cartel profissional de 35 vitórias, 12 derrotas, um empate e uma luta sem resultado. O curitibano encerrou sua carreira em setembro deste ano, dias antes de ser banido eternamente do MMA no estado de Nevada pela Comissão Atlética local após fugir de um exame antidoping. Juntamente com seu advogado, Wand ainda tenta reverter a punição.

Confira abaixo o vídeo divulgado por Wanderlei Silva:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments