Com três vitórias seguidas, Charles do Bronx comemora chegada ao top 10 no UFC

Brasileiro fechou 2014 com 100% de aproveitamento e espera manter boa fase no ano que vem

Charles (foto) derrotou Stephens por decisão. Foto: Divulgação/UFC

Charles (foto) derrotou Stephens por decisão. Foto: Divulgação/UFC

Charles do Bronx teve um ano praticamente irrepreensível em 2014. Pela primeira vez desde que chegou ao UFC, o brasileiro fechou um ano com 100% de aproveitamento, conquistando três vitórias nas três lutas que fez dentro do octógono.

Veja Também

Rafael dos Anjos assume a ponta no ranking dos leves; Gadelha estreia em segundo no peso palha
TUF 20 Finale: Charles do Bronx supera provocação de Stephens e vence terceira seguida
Dillashaw mira desafiar ‘previsível’ Aldo: ‘Tenho o estilo certo para vencê-lo’

Tal performance foi devidamente reconhecida no UFC, já que o atleta passou a integrar o top 10 da divisão dos penas após sua vitória sobre Jeremy Stephens, na última sexta-feira (12). “Estou feliz demais, fechei o ano com três vitórias. Entrar no top 10 serviu para coroar um ano muito bom para mim. Só tenho a agradecer a todos que estiveram ao meu lado. Vou me concentrar, trabalhar ainda mais duro para ter o próximo ano ainda melhor”, disse Do Bronx, que também bateu Andy Ogle e Hatsu Hioki neste ano.

Aproveitando a boa fase, Charles espera dar um passo ainda maior no ano que vem. “Para 2015, pedi muito ao UFC para lutar no Brasil, perto da minha casa. Não importa contra quem, mas quero os melhores da categoria. Quero embalar ainda mais e chegar ao cinturão. Estou entre os dez melhores e agora é sonhar mais alto. Quero ser campeão do mundo”, comentou.

No entanto, o ano também serviu para mostrar ao brasileiro algumas falhas em sua preparação – como o episódio antes de sua luta contra Stephens, quando não atingiu o limite de peso da divisão dos penas. “Quero pedir desculpa a todos os meus fãs e para o UFC pelo o que aconteceu na pesagem. Não sei o que houve. Garanto que vou melhorar nisso, porque é antidesportivo. Fiquei triste pelo Jeremy, que treinou igual e bateu o peso, e eu não. Isso não vai mais acontecer”, assegurou.

Aos 25 anos de idade, Charles do Bronx tem um cartel de 19 vitórias, quatro derrotas e um no-contest. A vitória contra Stephens foi sua primeira dentro do octógono que não foi por finalização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments