Empresário garante Anderson confiante para o UFC 183: ‘Seu psicológico nunca foi abalado’

Jorge Guimarães aposta em nocaute sobre Nick Diaz e se mostra aberto a trilogia com Chris Weidman: ‘Duas lutas anteriores não me convenceram’

Joinha (esq.) aposta em nocaute de Anderson (dir.) no UFC 183. Foto: Reprodução/Facebook

Joinha (esq.) aposta em nocaute de Anderson (dir.) no UFC 183. Foto: Reprodução/Facebook

Uma das grandes dúvidas que cercam os fãs de MMA neste início de 2015 é sobre como Anderson Silva retornará à ativa após ficar mais de um ano parado se recuperando de lesão. O ex-campeão, que voltará ao octógono neste sábado (31), diante de Nick Diaz, se apresentará pela primeira vez desde que fraturou sua perna contra Chris Weidman, em dezembro de 2013.

Veja Também

Anderson Silva minimiza pressão por resultado no UFC 183: ‘Agora, luto por amor’
Assista ao vivo à pesagem do UFC 183, que marca o retorno de Anderson Silva
ESPECIAL: O UFC 183 além de Anderson Silva para os torcedores brasileiros
ESPECIAL: Antes da fama, Anderson Silva se destacava por determinação e bom humor

Assim, o público espera para ver como Anderson reagirá não só no aspecto técnico, mas também o psicológico. O lutador terá receio em chutar novamente com a perna que fraturou? Para Jorge Guimarães, um dos empresários do atleta, “Spider” lutará como nos velhos tempos. “O Anderson está melhor que nunca, está super feliz. O psicológico dele é uma coisa que nunca foi abalada. A parte psicológica é um dos pontos mais fortes dele”, contou, em entrevista ao SUPER LUTAS.

“Joinha”, como é conhecido, acredita que Diaz tem as características certas para proporcionar o retorno ideal de Anderson, já que tem plena confiança de que o combate, atração principal do UFC 183, irá agradar à torcida.

“É uma luta ótima. O Nick Diaz é um cara que sabe promover uma luta, luta para frente. Você pode ter certeza de que vai ser um grande espetáculo. Em todos os aspectos essa luta é superinteressante. É um cara que gosta de trocar, e eu acho que ele vai aceitar a trocação com o Anderson, então acredito que vá ser mais parecida com uma luta de boxe. O Anderson é um cara que gosta de desafios, então tem tudo para ser uma das maiores lutas de todos os tempos”, aposta o empresário.

O presidente do UFC, Dana White, chegou a afirmar que Anderson lutaria pelo cinturão caso vença Diaz no sábado. Guimarães diz que ainda não pensa nisso. “O Anderson é um cara que vê uma luta de cada vez, ele não pensa após a luta. Ele está concentrado agora para essa luta. Mas ele não descarta, e nunca descartou, uma chance de lutar pelo título”, acrescentou.

Porém, o empresário vê com bons olhos uma possível trilogia com Chris Weidman, pois diz ter ficado com dúvidas nos dois combates anteriores com Anderson: no primeiro, o brasileiro foi nocauteado enquanto provocava o norte-americano, e, na revanche, fraturou sua perna.

“As duas lutas contra o Chris Weidman, embora o Weidman tenha vencido, não sei se convenceram muita gente. Mas a mim não convenceu – não o Chris Weidman como lutador, porque ele é um grande lutador e não está ali por acaso, mas, para mim, o Anderson venceria as duas lutas”, opinou.

ufc162_11_weidman_vs_silva_031

Weidman derrotou Anderson por duas vezes em 2013. Foto: Divulgação

Weidman fará nova defesa de cinturão no mês que vem, diante de outro velho conhecido de Anderson, Vitor Belfort. “Joinha” não mostra preferência por um dos dois caso de fato “Spider” lute pelo cinturão. “Uma luta pelo cinturão é uma luta pelo cinturão. Weidman ou Belfort, não faria a menor diferença. O Weidman tem todas as credenciais, é o campeão da categoria e já bateu vários nomes, e se ele [Weidman] ganhar do Vitor, que seja ele”, declarou.

No entanto, uma possível luta pelo cinturão só aconteceria caso Anderson vença Diaz no UFC 183. Confiante, Guimarães aposta que o ex-campeão brilhará e aplicará o primeiro nocaute em Diaz em mais de dez anos. “Eu acho que essa luta vai ser em pé. O Nick Diaz é um cara muito difícil, quase impossível de ser nocauteado, mas acredito que o Anderson vai nocauteá-lo.”

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário