UFC FN 61: Em noite de zebras, brasileiros vão mal no card principal em Porto Alegre

Os favoritos Edson Barboza, Iuri Marajó e Cezar Mutante foram derrotados; Adriano Martins surpreende e vence Khabilov

Johnson (esq.) derrotou Barboza (dir.) na luta co-principal da noite. Foto: Wander Roberto/inovafoto

Johnson (esq.) derrotou Barboza (dir.) na luta co-principal da noite. Foto: Wander Roberto/inovafoto

As lutas do card principal do UFC Fight Night 61, em Porto Alegre (RS), neste domingo (22), viram os azarões surpreenderem aos favoritos. Os brasileiros Iuri Marajó, Cezar Mutante e Edson Barboza não confirmaram seus favoritismos e caíram, respectivamente, diante de Frankie Saenz, Sam Alvey e Michael Johnson.

Veja Também

UFC FN 61: Mir nocauteia Pezão em noite negativa para os lutadores brasileiros
UFC FN 61: Batman e D’Silva vencem, mas brasileiros tem saldo negativo em card preliminar

Na luta co-principal da noite, Barboza não conseguiu impor seu eficiente jogo de trocação e foi anulado por Johnson, sofrendo a derrota na decisão dos juízes. Resultado semelhante viveu Marajó, que perdeu na pontuação para o azarão Saenz. No caso de Mutante, o resultado foi ainda mais duro: o campeão do TUF Brasil 1 sofreu um duro nocaute de Alvey, ainda no primeiro round.

A alegria da torcida ficou por conta dos também azarões Santiago Ponzinibbio e Adriano Martins, que conquistaram vitórias importantes diante de Sean Strickland e Rustam Khabilov.

“Argentino gente boa” castiga rival invicto e vence a primeira

A torcida presente no Ginásio Gigantinho comemorou a atuação de Santiago Ponzinibbio na abertura do card principal do UFC Fight Night 61. O “Argentino Gente Boa”, que ganhou popularidade no Brasil com a participação no TUF Brasil 2, derrotou o até então invicto Sean Strickland e obteve sua segunda vitória seguida no octógono.

Contando com o amplo apoio da torcida, Ponzinibbio teve atuação praticamente impecável em Porto Alegre. O argentino passou boa parte do combate dominando o centro do octógono, encurralando o mais alto Strickland e o castigando com poderosos socos e chutes.

O norte-americano mostrava resistência aos golpes e retrucava, sendo que o combate teve bom ritmo praticamente do início ao fim. Ao término dos 15 minutos de ação, Ponzinibbio levou a vitória na decisão unânime (triplo 30 a 27).

Após estrear com derrota no UFC para Ryan LaFlare, Ponzinibbio conquista sua segunda vitória seguida – ele havia nocauteado Wendell Negão em Brasília, em setembro do ano passado. Já Strickland perde sua primeira em três lutas no UFC, tendo no passado vitórias sobre Bubba McDaniel e Luke Barnatt.

Marajó não resiste a jogo justo de Saenz e perde

Considerado um dos grandes favoritos da noite em Porto Alegre, Iuri Marajó não conseguiu confirmar tal posição dentro do octógono. O experiente brasileiro, que contava com a ajuda do experiente treinador Greg Jackson em seu córner (o mesmo treinador de Jon Jones), não fez frente ao jogo justo de Frankie Saenz e acabou derrotado na decisão dos juízes.

O norte-americano conseguiu fazer a diferença em seu jogo de quedas, já que colocou Marajó de costas para o chão em alguns momentos do combate. Além disso, Saenz castigou o brasileiro com fortes joelhadas no corpo. Marajó, em contrapartida, tentava responder na trocação, inclusive acertando um bom chute alto no segundo round, derrubando o norte-americano. No fim, Marajó chegou a obter a posição de montada, mas não conseguiu tirar proveito.

Todos os três juízes deram vitória a Saenz (30 a 27, 30 a 27 e 29 a 28), que, assim, obtém seu segundo resultado positivo em duas lutas no UFC. Marajó sofre sua terceira derrota no Ultimate, interrompendo uma sequência de três vitórias seguidas.

Em combate morno, Martins conquista vitória importante sobre Khabilov

Adriano Martins conquistou uma importante vitória em Porto Alegre, surpreendendo o ranqueado – e favorito – Rustam Khabilov na decisão dos juízes. A luta, no entanto, deixou a desejar em termos de movimentação e provocou diversas vaias do público presente no ginásio.

Os lutadores ficaram se estudando, sem tomar nenhuma iniciativa mais concreta, por boa parte dos 15 minutos de disputa. Temeroso, Khabilov não apresentou sua agressividade habitual, hesitando nos ataques e apostando basicamente em um mata-cobra de direita. Martins também evitava se expor, atacando de forma contida.

O brasileiro acabou fazendo a diferença em seu favor com quedas, colocando o russo de costas para o chão em momentos importantes dos rounds. Além disso, Martins também conseguiu se aproveitar de um momento de descuido de Khabilov e aplicou um knockdown ao término do segundo período.

Martins ficou com a vitória na decisão dividida dos juízes (29 a 28, 28 a 29 e 29 a 28), obtendo seu segundo triunfo em sequência no UFC. Já Khabilov amargou sua segunda derrota seguida, já que havia perdido para Benson Henderson por finalização em junho do ano passado.

Mutante é surpreendido por Alvey e é nocauteado

Alvey comemora nocaute sobre Mutante. Foto: Lucas Uebel/inovafoto

Alvey comemora nocaute sobre Mutante. Foto: Lucas Uebel/inovafoto

A zebra continuou passeando no octógono no quarto combate do card principal do UFC em Porto Alegre. Campeão do TUF Brasil 1, Cezar Mutante foi surpreendido por Sam Alvey e perdeu por nocaute ainda no primeiro round.

Mutante começou ditando o ritmo da luta, acertando bons chutes e trabalhando na distância. Alvey se mostrava passivo, somente evitando os ataques do brasileiro. Mutante, então, mostrou ficar mais confortável, tentando golpes plásticos como chute rodado e cotovelada. Porém, Alvey contra-atacou de maneira certeira um direto de Mutante, aplicando dois ganchos certeiros que derrubaram o brasileiro em nocaute.

Após o combate, Alvey caiu nas graças da torcida brasileira com sua simpatia e palavras amistosas na entrevista, ainda no octógono. Esta foi sua segunda vitória em três lutas no UFC, enquanto que Mutante sofreu seu segundo revés em seis lutas.

Johnson tem atuação impecável e freia ascensão de de Barboza

Edson Barboza, que vinha em trajetória ascendente no ranking dos pesos leves do UFC, sofreu um importante tropeço em Porto Alegre. O friburguense foi anulado pela estratégia de Michael Johnson e acabou perdendo na decisão unânime dos juízes.

O combate começou com ambos os atletas deixando claro suas estratégias. Enquanto Johnson evitava dar espaço a Barboza, caminhando para frente e pressionando com trocação ofensiva, o brasileiro respondia com golpes mais contundentes, sobretudo chutes no corpo e na cabeça.

Porém, Johnson incomodava mais com sua estratégia, acertando bons socos no brasileiro, tanto que Barboza chegou, em determinado momento, a tentar levar a luta ao solo. A única vez que a luta foi ao chão foi nos instantes finais, com Johnson por cima, sacramentando o caminho rumo à vitória.

Resultados do UFC FN 61:

CARD PRINCIPAL

Frank Mir derrotou Antônio Pezão por nocaute no R1;

Michael Johnson derrotou Edson Barboza na decisão unânime dos juízes;

Sam Alvey derrotou Cezar Mutante por nocaute no R1;

Adriano Martins derrotou Rustam Khabilov na decisão dividida dos juízes;

Frankie Saenz derrotou Iuri Marajó na decisão unânime dos juízes;

Santiago Ponzinibbio derrotou Sean Strickland na decisão unânime dos juízes;

CARD PRELIMINAR

Marion Reneau derrotou Jéssica Andrade por finalização no R1;

Matt Dwyer derrotou William Patolino por nocaute no R1;

Mike de la Torre derrotou Tiago Trator por nocaute técnico no R1;

Douglas D’Silva derrotou Cody Gibson na decisão unânime dos juízes;

Ivan Batman derrotou Josh Shockley na decisão unânime dos juízes

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments