Lyoto crê na inocência de Anderson Silva em doping: 'Ele é a vítima' | SUPER LUTAS

Lyoto crê na inocência de Anderson Silva em doping: ‘Ele é a vítima’

Ex-campeão se disse surpreso com caso do amigo; Dragão também falou sobre a recusa de Vitor Belfort em enfrentá-lo

L. Machida (dir.) aposta na inocência de A. Silva (esq.). Foto: Reprodução

L. Machida (dir.) aposta na inocência de A. Silva (esq.). Foto: Reprodução

Amigo e companheiro de treinos de Anderson Silva, Lyoto Machida não acredita que o Spider seja culpado no caso de doping no qual está envolvido, após falhar em dois exames antidoping antes e depois de sua luta contra Nick Diaz no UFC 183. Ao comentar o episódio, Lyoto se disse surpreso com o ocorrido, mas se manteve ao lado de Anderson, dizendo crer que o ex-campeão seja a vítima na história.

Veja Também

“Eu estou muito surpreso, mas acho que ele (Anderson Silva) é a vítima. Eu acho que ele tem uma história. Eu prefiro não falar sobre isso porque é uma situação muito difícil, mas eu tenho muita confiança no Anderson. Eu sei que talvez ele não use isso. Eu estou no meu camp (de treinamento). Ele está nos Estados Unidos agora. Eu não falo com ele há um tempo, não sei o que aconteceu. Eu prefiro ficar de fora desta situação”, disse o “Dragão”, em entrevista ao site norte-americano “MMA Digest”.

Além de Anderson, Lyoto falou sobre outro compatriota: Vitor Belfort. Após o corte de Chris Weidman da disputa do cinturão dos médios, chegou-se a cogitar que Machida e Belfort pudessem disputar o título interino. Vitor, no entanto, negou a proposta feita pelo Ultimate. “Eu respeito a decisão dele, mas eu estava pronto para lutar. Assim que o Dana White me ligou perguntando sobre a luta eu disse: ‘Eu estou pronto para lutar a qualquer hora’. Porque eu nunca paro de treinar. O Belfort tem suas próprias razões”, analisou.

Apesar de demonstrar seu interesse no combate, Machida reforçou respeitar a preferência de Belfort por esperar um duelo contra Weidman. “Eu acho que o Belfort poderia ter lutado comigo. Ele é um atleta muito bem preparado, tem boa trocação e é bom no chão. Ele é um lutar completo, mas teve suas próprias razões para não aceitar a luta. Eu respeito sua decisão porque eu gosto que respeito as minhas quando eu tenho que decidir algo”, concluiu.

Sem a disputa do cinturão interino dos médios, Lyoto Machida encara Luke Rockhold no dia 18 de abril, em Newark (EUA). O duelo é a luta principal do UFC on FOX 15.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments