UFC 185: Rafael dos Anjos busca cinturão contra Pettis | SUPER LUTAS

UFC 185: Rafael dos Anjos busca primeiro cinturão dos leves para o Brasil em card recheado

Carioca encara campeão Anthony Pettis neste sábado (14), partir das 19h (horário de Brasília), em Dallas (EUA)

R. dos Anjos (dir.) encara A. Pettis (esq.) pelo cinturão peso leve. Foto: Reprodução

R. dos Anjos (dir.) encara A. Pettis (esq.) pelo cinturão peso leve. Foto: Reprodução

Com dez cinturões, o Brasil é o segundo país com o maior número de títulos na história do UFC, atrás apenas Estados Unidos. Apesar disso, porém, os atletas tupiniquins jamais estiveram no topo da categoria peso leve, uma das mais concorridas da organização. E é justamente isso que tentará, neste sábado (14), o carioca Rafael dos Anjos, que desafia o campeão Anthony Pettis na luta principal do recheado card do UFC 185.

Veja Também

Oriundo do jiu-jitsu, Rafael foi durante muito tempo considerado um atleta unidimensional, capaz apenas de desenvolver seu jogo no chão. O turbulento início do brasileiro no octógono, com duas derrotas consecutivas, justificou a desconfiança e fez com que ele ficasse por um fio na organização. Porém, a virada na carreira de Dos Anjos veio com a mudança para a Tailândia, onde ele apurou seu muay thai na equipe Evolve MMA. Ele também mudou seus camps para os Estados Unidos e passou a treinar na Kings MMA, time comandado pelo ex-líder da Chute Boxe Rafael Cordeiro. O resultado foi um Rafael dos Anjos quase tão perigoso na trocação quanto era no grappling.

Os frutos do trabalho duro e treinamento intensivo vieram principalmente a partir de 2012, quando o carioca encaixou uma sequência de oito vitórias e apenas uma derrota em oito lutas, incluindo triunfos sobre grandes nomes como Donald Cerrone, Ben Henderson e Nate Diaz, o último exatamente o que o credenciou a disputar o título. Primeiro colocado do ranking da divisão até 70,3 kg, Rafael se tornou também apenas o segundo atleta do Brasil a lutar pelo cinturão na categoria – o primeiro foi Hermes França, derrotado por Sean Sherk em 2006, em uma luta na qual ambos os atletas foram flagrados em exame antidoping e Sherk acabou sendo posteriormente destituído do posto de campeão.

Porém, para adicionar um final feliz a sua saga de superação e escrever definitivamente seu nome na história do Ultimate e do MMA brasileiro, Rafael dos Anjos terá de passar pelo maior desafio de sua carreira. Isso porque do outro lado do octógono em Dallas (EUA) estará o campeão Anthony Pettis. Conhecido por seu jogo vistoso e habilidade nata para as artes marciais, Pettis é dono de um dos estilos menos ortodoxos do esporte e já protagonizou diversos momentos únicos ao longo de sua carreira. É dele, por exemplo, o famoso “Showtime Kick”, chute após caminha pela grade, aplicado em Ben Henderson na disputa do cinturão do extinto WEC. Além disso, ele é faixa preta 3º grau de taekwondo e possui um jogo de chão decente, sendo faixa marrom de jiu-jitsu e tendo vencido suas duas últimas lutas por finalização.

Esparza faz sua primeira defesa contra polonesa de nome impronunciável

Esparza (dir.) e Joanna (esq.) quase se estranharam em encarada. Foto: Josh Hedges/UFC

Esparza (dir.) e Joanna (esq.) quase se estranharam em encarada. Foto: Josh Hedges/UFC

Se Carla Esparza fez sua fama sendo a primeira campeã da recém-inaugurada categoria peso palha feminina, após bater Rose Namajunas na final do TUF 20, a polonesa Joanna Jędrzejczyk chama a atenção principalmente por seu nome quase impronunciável. A própria lutadora já reconheceu a dificuldade para não iniciados no polonês reproduzirem o mar de consoantes que é o nome de sua família e chegou até a fazer piada com o assunto, dizendo em recente entrevista que os jornalistas podiam se tranquilizar, pois em breve a chamariam apenas de “Joanna Campeã”.

O combate entre Esparza e Jedrezjczyk é também um choque clássico de estilos. Enquanto a campeã é especialista na luta olímpica e possui uma trocação ainda deficitária, a desafiante tem no jogo em pé sua principal arma e deve trazer problemas à rival com sua boa vantagem de altura e envergadura.

Card principal também tem ex-campeões, do MMA e das Olimpíadas

Hendricks, Overeem e Cejudo são outras estrelas do card principal. Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação)

Hendricks, Overeem e Cejudo são outras estrelas do card principal. Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação)

Apesar das duas disputas de cinturão que fecham a noite, o card do UFC 185 é interessante além das lutas principais, especialmente pela presença de três importantes campeões.

O primeiro deles é Johny Hendricks. O ex-campeão dos meio-médios abriu mão de uma trilogia pelo cinturão contra Robbie Lawler para voltar a lutar mais cedo e fará a antepenúltima luta da noite. O adversário de Hendricks será o “Imortal” Matt Brown.

No duelo de pesos pesados da noite, o ex-campeão do extinto Strikeforce Alliastair Overeem terá pela frente o “gordinho” Roy Nelson.

Além disso, na luta que abre o card principal, o campeão olímpico no wrestling Henry Cejudo encara o ex-desafiante ao título dos moscas Chris Cariaso. Considerado um dos atletas mais promissores da nova geração do MMA, Cejudo tem tido problemas para bater o peso ao longo de sua carreira e luta também contra a balança para se manter no topo da divisão até 57 kg.

Confira a ficha técnica completa do UFC 185:

DATA: 14/03/2015;

HORÁRIO: A partir das 19h (Horário de Brasília);

LOCAL: American Airlines Center, Dallas, Texas (EUA);

TRANSMISSÃO: Canal Combate.

CARD COMPLETO:

CARD PRINCIPAL

 Peso leve (até 70,3 kg): Anthony Pettis x Rafael dos Anjos;

Peso palha (até 51,2 kg): Carla Esparza x Joanna Jedrzejczyk;

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Johny Hendricks x Matt Brown;

Peso pesado (até 120 kg): Alistair Overeem x Roy Nelson;

Peso mosca (até 57 kg): Chris Cariaso x Henry Cejudo.

CARD PRELIMINAR

Peso leve (até 70,3 kg): Ross Pearson x Sam Stout;

Peso médio (até 84 kg): Elias Theodorou x Roger Narvaez;

Peso leve (até 70,3 kg): Daron Cruickshank x Beneil Dariush;

Peso pesado (até 120 kg): Jared Rosholt x Josh Copeland;

Peso mosca (até 57 kg): Sergio Pettis x Ryan Benoit;

Peso leve (até 70,3 kg): Jake Lindsey x Joseph Duffy;

Peso galo (até 61,2 kg): Larissa Pacheco x Germaine de Randamie.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments