Sem Rampage, Maldonado promete ‘muito sangue’ e ‘luta empolgante’ no UFC 186

Caipira de Aço enfrentaria Quinton Jackson, mas problemas contratuais o fizeram ser substituído por Steve Bossé no evento do dia 25 de abril

F. Maldonado (foto) lutará no card principal do UFC 186 . Foto: Bruno Ferreira/SUPER LUTAS

F. Maldonado (foto) lutará no card principal do UFC 186 . Foto: Bruno Ferreira/SUPER LUTAS

Devido a problemas contratuais entre o Bellator e Quinton Rampage, o brasileiro Fábio Maldonado acabou ficando sem a maior luta de sua carreira. Porém, o “Caipira de Aço” garante que seu combate contra o substituto Steve Bossé não será menos empolgante no UFC 186,  em Montreal (Canadá). Em entrevista, Maldonado prometeu um duelo movimentado, marcado pela trocação e com muito sangue no próximo dia 25 de abril.

“Minha ideia é abrir o Bossé, cortar a cara dele e tudo mais. Eu quero dar uma surra. Eu não desejo nada de ruim, mas quero dar nele uma surra. Os fãs vão assistir aquele velho Maldonado. Mãos abaixadas, pedindo o adversário para socar. Socando e sendo socado. Vai ser divertido. Vai ter muito sangue em Montreal. Vai ser uma luta empolgante. Eu garanto que estou indo para uma guerra de trocação”, disse o 14º colocado do ranking dos meio-pesados, ao site norte-americano “MMA Fighting”.

Maldonado ainda comentou a conturbada saída de Rampage da luta no Canadá. “Eu quis lutar contra o Rampage. Eu esperei essa luta por 12 anos, mas eu não estou mais pensando nisso. Eu só penso no Steve Bossé agora. Esse é meu único foco agora”, garantiu. “Eu sempre vou estar animado para lutar porque eu tenho uma meta. É difícil, eu sei, mas não é impossível. Minha meta é ser campeão do UFC. Eu tenho meus filhos pra alimentar e quero dar a eles o melhor. Então, eu sempre estarei ‘faminto’ para lutar. Eu fiz provavelmente o melhor camp da minha vida. Eu sempre estou motivado e tenho um novo desafio a frente”, completou.

Falando sobre seu próximo adversário, Maldonado tratou de não subestimar o recém-contratado Bossé e disse que já o assistiu lutar anteriormente. “Eu vi ele lutar contra o Houston Alexander, mas eu não lembrava exatamente que era ele quando ouvi seu nome. Ele gosta de nocautear as pessoas, tem oito nocautes em dez vitórias. Então, ele tem chances de ganhar e eu não posso subestimá-lo. O Rampage era um nome maior e uma vitória sobre ele seria melhor, é claro, mas o Steve Bossé também é um ótimo oponente”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments