Juiz concede liminar ao Bellator e barra luta entre Rampage e Maldonado no UFC 186

Corte Superior do Condado de Burlington, em Nova Jersey, acatou pedido da organização rival do Ultimate, impedindo luta no dia 25 de abril

Decisão judicial impedirá Rampage (foto) de reestrear no UFC. Foto: Divulgação

Decisão judicial impedirá Rampage (foto) de reestrear no UFC. Foto: Divulgação

Pelo menos até segunda ordem, a luta entre o brasileiro Fábio Maldonado e o ex-campeão Quinton Rampage Jackson, agendada para o UFC 186, no próximo dia 25 de abril, está suspensa. Um juiz de Nova Jersey concedeu uma liminar ao Bellator, evento rival do Ultimate, que impediu Rampage de lutar no Canadá graças à compromissos contratuais com sua antiga organização.

Veja Também

Vídeo: Assista à primeira encarada entre Thiago Pitbull e Carlos Condit
UFC contrata agente que investigou Lance Armstrong para chefiar antidoping
Manny Pacquiao treina com ex-UFC para luta contra Floyd Mayweather
Em tom de despedida, Anderson Silva posta mensagem enigmática e deixa ‘adeus’ no ar

A informação foi divulgada pelo site norte-americano “MMA Fighting”. Rampage havia conseguido seu desligamento do Bellator na justiça há alguns meses graças a uma cláusula em seu acordo, que lhe garantia tal direito diante da não promoção adequada dos eventos ou falta de oferta de oportunidades. Além disso, o lutador também alegou não ter recebido uma cópia da renda proveniente da comercialização de pacotes pay-per-view do Bellator 120, sobre a qual teria direito a uma parcela. A rescisão de Rampage, no entanto, foi questionada pela organização, que, entre outras coisas, entrou com uma ação para anular o contrato firmado entre o atleta e o Ultimate, bem como impedi-lo de atuar no octógono.

Aos 36 anos, Quinton Rampage Jackson possui um cartel profissional de 35 vitórias e 11 derrotas. Nome forte do MMA nos tempos do extinto PRIDE, onde protagonizou uma intensa rivalidade contra o brasileiro Wanderlei Silva, Rampage se transferiu para o UFC em 2007 e pouco depois conquistou o cinturão dos pesos meio-pesados. Sua passagem pela organização durou até 2013, quando se transferiu para o Bellator, evento pelo qual atuou apenas três vezes.

Esta é a segunda grande baixa sofrida pelo card do UFC 186. A primeira delas foi o corte do campeão dos galos TJ Dillashaw, que faria sua revanche contra o brasileiro Renan Barão. Com a saída de Dillashaw, a disputa do cinturão dos moscas entre Demetrious Johnson e Kyoji Horigushi foi anunciada como nova luta principal da noite em Montreal (Canadá).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments