Ex-campeão se oferece para ‘salvar’ o UFC 186 após corte de Rampage

Ben Henderson foi ás redes sociais assim que soube do cancelamento da luta co-principal no Canadá

Henderson (foto) derrotou Thatch no UFC FN 60. Foto: Divulgação

Henderson (foto) vem de vitória em sua estreia como peso meio-médio. Foto: Divulgação

Desde que entrou de última hora no UFC Fight Night em Broomfield (Colorado, EUA) para evitar o cancelamento do evento e, de quebra, ainda bateu Brandon Thatch em uma categoria que não era a sua, o ex-campeão dos leves Ben Henderson parece ter se empolgado com a ideia de salvar cards. Nesta terça-feira (07), ao saber dos problemas judiciais que vão impedir Quinton Rampage Jackson de fazer a luta co-principal do UFC 186, Henderson se ofereceu para “dar uma mãozinha” o Ultimate e atuar na noite de lutas do próximo dia 26 de abril, no Canadá.

Veja Também

Juiz concede liminar ao Bellator e barra luta entre Rampage e Maldonado no UFC 186
Vídeo: Assista à primeira encarada entre Thiago Pitbull e Carlos Condit
UFC contrata agente que investigou Lance Armstrong para chefiar antidoping

“Ei, UFC, parece que vocês estão precisando de ajuda para o UFC 186. Eu posso bater 77 kg (peso meio-médio) nesta época, alguém se habilita?”, publicou Bendo, em seu perfil oficial no Twitter. Até o momento, no entanto, o único atleta a aceitar o desafio do lutador não está no UFC: o cubano radicado no Brasil e ex-membro da Chute Boxe José “Pelé” Landi.

O UFC 186 acontece no dia 25 de abril, em Montreal, no Canadá. Após a saída do contundido TJ Dillashaw, que enfrentaria Renan Barão pelo título dos galos, a organização anunciou que a disputa do cinturão dos moscas entre Demetrious Johnson e Kyoji Horiguchi seria a nova luta principal da noite. Agora, o card foi desfalcado também de seu evento co-principal, com a liminar do Bellator que impede a realização da luta entre Quinton Rampage Jackson e Fábio Maldonado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments