Dos Anjos alerta McGregor após provocações: ‘Deveria se preocupar com Aldo’

Campeão dos leves acredita que irlandês não deveria estar focado em se promover como lutador diante de desafio contra rei dos penas

R. dos Anjos (foto) luta pelo cinturão dos leves neste sábado (14). Foto: Josh Hedges/UFC

R. dos Anjos (foto) é o campeão dos leves do UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

A confiança de Conor McGregor ultimamente vem extrapolando o limite da divisão dos penas do UFC. O irlandês, que irá lutar em julho pelo título da categoria até 66 kg, contra José Aldo, já vem falando que seu sonho seria em subir também para a divisão de cima, os leves, e tentar conquistar o cinturão. No entanto, o atual campeão até 70 kg, Rafael dos Anjos, acredita que traçar tais planos não é a coisa mais inteligente a se fazer.

Veja Também

McGregor promete derrotar Aldo e ir atrás de Dos Anjos pelo título dos leves
GSP vê José Aldo como o melhor do mundo, mas alerta: ‘McGregor pode cumprir o que fala’
Vídeo: McGregor aluga mansão de luxo em Las Vegas para se preparar para luta com Aldo

Dos Anjos afirmou que entende as intenções de McGregor ao demonstrar tamanha confiança, mas que considera que o “Notório” deveria se preocupar com sua luta diante de Aldo. “Cara, acho que Conor tem um grande problema pela frente. José Aldo é um ótimo lutador, e ele é o campeão. Ele está invicto há uns 10 anos, mas Conor já está pensando em tentar promover sua luta seguinte”, disse Dos Anjos, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”.

“Acho que ele precisa se preocupar com Aldo, porque a divisão dos penas é um tanque de tubarões. É melhor que ele fique nos penas. Ele está tentando se promover, mas acho que ele deveria se preocupar com Aldo. Aldo será um grande problema para ele”, continuou o brasileiro.

Aldo e McGregor lutarão pelo título do UFC no dia 11 de julho, na cidade de Las Vegas (EUA). Já dos Anjos ainda não tem data certa para defender seu título pela primeira vez, mas acredita que estará apto a lutar novamente entre outubro e novembro deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments