Três últimos UFCs juntos vendem menos de um quarto de pay-per-view de Pacquiao x Mayweather

Se somados, UFCs 184, 185 e 186 venderam, na melhor das hipóteses, 990 mil pacotes, contra 4,4 milhões de ‘Luta do Século’

D. Johnson (esq.) defende o cinturão dos moscas contra o japonês K. Horiguchi (dir.)

D. Johnson (esq.) e K. Horiguchi (dir.) venderam apenas 100 mil pay-per-views. Foto: Divulgação

Os números de vendas de pay-per-view dos três últimos eventos do UFC acabaram decepcionando e ficaram muito abaixo do que desejava a maior organização de MMA do planeta.

Veja Também

Ex-Power Ranger desafia astro do WWE para luta no UFC: ‘É hora de morfar’
Vídeo: lutador sofre convulsão durante gravações do TUF 21 e assusta colegas
Belfort confia que fará ‘a melhor luta da história dos médios’ diante de Weidman

Segundo números divulgados pelo site norte-americano “Wrestling Observer”, o UFC 185, realizado em março e protagonizado por Anthony Pettis x Rafael dos Anjos, vendeu 275 mil pacotes. O evento seguinte, em abril, com Demetrious Johnson x Kyoji Horiguchi, ficou com um número que pode variar entre 100 e 125 mil, de acordo com as estimativas.

O UFC 184, que aconteceu em fevereiro com Ronda Rousey x Cat Zingano na atração principal, teve um desempenho mais de destaque e venceu 590 mil pacotes. Contudo, o número foi insuficiente para melhorar o retrospecto recente do UFC, que, assim, acabou registrando 990 mil vendas em três eventos.

O número fica ainda mais inexpressivo se comparado à aguardada luta de boxe entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao. A “Luta do Século”, realizada no dia 2 de maio, registrou 4,4 milhões de vendas – mais de quatro vezes do que os últimos eventos do UFC.

O próximo evento em pay-per-view do UFC será no dia 23 de maio, com duas disputas de cinturão: Chris Weidman defende o cinturão dos médios contra Vitor Belfort, e Anthony Johnson enfrenta Daniel Cormier pelo título vago dos meio-pesados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments