McGregor manda recado para Aldo: ‘Apareça! Vamos lutar feito homens’

Irlandês, no entanto, diz não se importar com a identidade de seu próximo adversário: ‘Quem aparecer será destruído’

C. McGregor (foto) foi às redes sociais comentar lesão de Aldo. Foto: Josh Hedges/UFC

C. McGregor (foto) voltou a comentar lesão e Aldo. Foto: Josh Hedges/UFC

Os fãs de MMA estão ansiosos para saber se José Aldo irá lutar ou não no UFC 189, mas Conor McGregor não compartilha deste sentimento. O irlandês, que ainda não sabe ao certo quem enfrentará no dia 11 de julho, afirmou que não se importa com a identidade de seu oponente, já que confia plenamente que sairá do octógono com a vitória.

Veja Também

Dana White confia em participação de Aldo no UFC 189, mas critica treinamento do campeão
Comissão de Nevada diz que Aldo não deverá ter problemas para receber licença para lutar
Ex-lutador do UFC e comentarista diz que Aldo deverá lutar no UFC 189 pelo dinheiro

A luta entre McGregor e Aldo está em risco após o brasileiro sofrer uma lesão na costela durante um treinamento. Apesar de os planos do UFC indicarem a realização da luta mesmo assim, a organização já escalou Chad Mendes para substituir o campeão dos penas caso não haja condições de combate.

Em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”, McGregor afirmou que, caso Aldo não possa participar do evento, isso não afetaria seu foco para a luta. “Eu espero que ele apareça, mas não importa. Quem estiver lá vai ser demolido, seja Chad, seja José. Quem aparecer será destruído. Eu espero que José apareça, mas seria legal destruir Chad também”, comentou o irlandês.

McGregor, porém, admitiu que prefere enfrentar o atual campeão dos penas, sobretudo após o extenso esforço promocional para o combate. “Se eu pudesse dizer algo a ele, diria ‘apareça, c******’. Vamos fazer isso acontecer. Todo mundo neste meio está machucado. Apareça! Vamos lutar feito homens. Represente seu país, represente a si mesmo, mostre orgulho e suba no octógono para competir”, disse, acrescentando: “Seria ótimo ter José, mas eu não posso forçar um indivíduo a lutar se ele está com medo. Se ele está correndo ou está com medo, não há nada que eu possa fazer. Às vezes eu olho no espelho e fico com medo de mim mesmo, porque vejo um animal, uma máquina. Eu provavelmente não iria querer me enfrentar também”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments