Exame antidoping surpresa realizado em José Aldo antes de lesão dá negativo

Teste do brasileiro, realizado em junho, foi cercado de polêmica e acabou se tornando caso de polícia

Aldo (foto) minimiza provocações de McGregor. Foto: Josh Hedges/UFC

Aldo (foto) foi cortado do UFC 189 poucas semanas antes do evento. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Reebok ‘se antecipa’ e lança camisa de campeão para McGregor antes da hora
Mayweather não paga dívida e perde cinturão conquistado contra Pacquiao
Dan Henderson ignora aposentadoria e pede por revanches contra Anderson e Belfort
Weidman comemora aniversário de dois anos de nocaute sobre Anderson com foto: ‘Indescritível’

Mesmo sem lutar no UFC 189, após ser cortado do evento devido a uma lesão na costela sofrida em seus treinamentos para o duelo contra Conor McGregor, o brasileiro José Aldo sabe que foi aprovado no exame antidoping surpresa realizado no último dia 12 de junho.

Segundo o resultado dos exames realizados pelo Sports Medicine Research & Testing (SMRT), laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidoping (WADA) e ligado à Universidade de Utah em Salt Lake City (EUA), Aldo não apresentou traços de substâncias ilegais ou metabólitos e seus níveis hormonais estavam dentro do permitido. A reprodução do teste foi divulgada pelo site do canal “Combate”.

A coleta de material para o exame foi cercada de polêmica. No dia 11 de junho, um mês antes da data do UFC 189, Aldo recebeu a visita de um coletor norte-americano em sua academia, a Nova União, no Rio de Janeiro (RJ). Com dúvidas sobre a legitimidade das credenciais do representante, o técnico do lutador, Dedé Pederneiras, e a Comissão Atlética Brasileira de MMA solicitaram a presença da Polícia Federal, que constatou irregularidades no visto de trabalho do funcionário e impediu a realização do exame. O teste só foi realizado no dia seguinte, plea própria CABMMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments