UFC realiza ‘pacote de demissões’ e três brasileiros são cortados

Além de Dhiego Lima, que já havia anunciado sua dispensa, Luiz Besouro e Wendell Negão também não são mais lutadores do Ultimate

War Machine(foto), apelido coincidente não é problema para o brasileiro. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

Negão (foto) foi demitido do UFC após duas derrotas. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

O UFC realizou mais uma de suas “limpas” e demitiu 14 lutadores de seu plantel, sendo três brasileiros. Wendell Negão, Luiz Besouro e Dhiego Lima (que já havia anunciado seu corte) não são mais lutadores da maior organização de MMA do planeta.

Veja Também

Vice-campeão do TUF 19, brasileiro Dhiego Lima é demitido pelo UFC
Ao estilo sedutora, musa Miesha Tate divulga seu novo uniforme no UFC
Fã de carteirinha, Anderson Silva treina com discípulo do lendário Bruce Lee

A informação foi primeiramente divulgada pelo site norte-americano “MMA Fighting”. Negão foi contratado pelo UFC no ano passado, quando acumulava sete vitórias seguidas. No octógono, porém, sofreu dois nocautes, um em Brasília para Santiago Ponzinibbio e outro em Goiânia diante de Darren Till.

O veterano Besouro também sofreu dois reveses em duas participações no UFC, perdendo para Kiichi Kunimoto por desclassificação, e para Tom Breese, por nocaute. Por fim, Dhiego Lima, vice-campeão do TUF 19, perdeu três lutas em quatro participações no UFC.

Além deles, também foram dispensados Ryan Jimmo, Robbie Peralta, Brian Ebersole (que já havia anunciado sua aposentadoria do MMA), Hatsu Hioki, Bentley Syler, Nolan Ticman, Justin Edwards, Zhang Lipeng, Josh Sampo, Lisa Ellis e Jessica Rakoczy.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments