Diaz ficará preso por antigo caso de direção sob influência de entorpecentes

Último adversário de Anderson Silva foi recentemente flagrado duas vezes, em novembro de 2013 e setembro de 2014

Em sua última luta, Diaz perdeu para A. Silva. Foto: Divulgação/UFC

Em sua última luta, Diaz perdeu para A. Silva. Foto: Divulgação/UFC

Lutador do UFC e último adversário de Anderson Silva, Nick Diaz voltará a ficar em detenção devido a dois casos antigos de direção sob efeito de substâncias proibidas nos Estados Unidos. A informação foi apurada pelo site norte-americano “TMZ Sports”.

Veja Também

Nick Diaz pede revanche com Anderson Silva e sugere: ‘Deveríamos lutar em um ringue’
Inconsistência nos resultados de antidoping pode inocentar Anderson Silva, diz site
Nick Diaz contrata advogados para avaliar ‘irregularidades’ em exame antidoping positivo

O atleta norte-americano foi flagrado duas vezes dirigindo sob o efeito de entorpecentes, o que pode incluir drogas ou álcool. A primeira delas foi em novembro de 2013, e a segunda em setembro de 2014, ambas em Lodi, no estado norte-americano da Califórnia.

Contudo, Diaz deverá passar apenas 24 horas preso. Seu advogado entrou em acordo com a corte de justiça local e determinou-se que a pena ao lutador será de dois dias. Contudo, ele possui um dia de crédito por ter ficado detido quando flagrado em setembro do ano passado. O atleta deverá se reapresentar à justiça no fim do mês.

A última luta de Diaz foi em janeiro deste ano, quando acabou sendo derrotado por Anderson Silva na luta principal do UFC 183, na decisão dos juízes. Após o combate, ambos os atletas foram flagrados com substâncias proibidas – o brasileiro com anabolizantes e ansiolíticos e Diaz com maconha.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments