Cinco lutadores pegam suspensão médica de seis meses após UFC 190

Vencedora da luta principal, Ronda Rousey deve ficar apenas um mês afastada, enquanto que Bethe Correia, nocauteada, pegou 45 dias

Gadelha dominou Aguilar no UFC 190. Foto: Inovafoto

Gadelha dominou Aguilar no UFC 190. Foto: Inovafoto

Cinco lutadores pegaram suspensões médicas de seis meses após os combates do UFC 190, evento realizado no último sábado (1º), no Rio de Janeiro. Entre eles está Cláudia Gadelha, que garantiu a posição de próxima desafiante pelo cinturão palha feminino.

Veja Também

Participe da promoção e concorra a um exemplar da biografia de Ronda Rousey
Avassaladora, Ronda Rousey massacra Bethe Correia em menos de um minuto
Hangout SUPER LUTAS faz análise do UFC 190 e de novo massacre de Ronda Rousey. Ao vivo às 20h!

Claudinha derrotou Jessica Aguilar na decisão unânime dos juízes e já foi confirmada como próxima adversária de Joanna Jedrzejczyk. Porém, a brasileira pegou 180 dias de gancho por ter fraturado a mão durante o combate. Já Aguilar também ficará um semestre inteiro de molho por uma lesão no nariz.

Além delas, também pegaram seis meses de suspensão Patrick Cummins e os finalistas do TUF Brasil 4, Reginaldo Vieira e Dileno Lopes, que também lesionaram o nariz. Todos eles podem ser liberados para lutar antes deste período caso apresentem exames médicos que descartem qualquer lesão mais grave.

Vencedora na luta principal em apenas 34 segundos, Ronda Rousey ficará 30 dias afastada. Já Bethe Correia, nocauteada no combate, recebeu suspensão média de 45 dias.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments