Mais leve, Glover espera ‘separar os homens dos meninos’ contra St. Preux

Vindo de duas derrotas seguidas, antigo desafiante pelo cinturão garante que melhorou seu corte de peso para a luta

Glover (foto) vem de duas derrotas seguidas. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Glover (foto) vem de duas derrotas seguidas. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Glover Teixeira viveu os dois lados da moeda no MMA no último ano. Em abril de 2014, em meio a uma longa invencibilidade, disputou o cinturão dos meio-pesados do UFC. Porém, acabou perdendo para o então campeão, Jon Jones, e sofreu nova derrota contra Phil Davis. Agora, o mineiro vive momento difícil na carreira.

Veja Também

Ronda Rousey diz que não ficou totalmente satisfeita com luta no UFC 190: ‘Cometi erros’
Joanna Jedrzejczyk mostra desejo em treinar ao lado de Ronda Rousey
Casas de apostas colocam Ronda como favorita contra Miesha ou Cyborg

Neste sábado (8), Teixeira tentará dar a volta por cima na luta principal do UFC Fight Night 73, quando enfrenta Ovince St. Preux. Desta vez, o atleta garante que corrigiu alguns erros que cometeu em sua luta mais recente, contra Davis, especialmente no que diz respeito ao corte de peso.

“Eu realmente perdi aquela luta. Verdade seja dita, que estava me sentindo mal durante a recuperação de peso. Eu não estou interessado em arrumar desculpas. Eu já estou preparado para minha próxima luta. Mas, às vezes, logo antes da luta, algo pode dar errado. Eu tive dificuldades com o corte e a recuperação de peso porque eu consumi muito sódio. Foi meu erro. Era algo que eu não deveria ter feito enquanto lutador profissional. Eu cortei muito peso para aquela luta, mas agora estou mais focado. Eu estou mais leve e trabalhando na minha velocidade. Depois da luta com Davis, nunca fiquei mais pesado que 104 kg”, disse, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”.

Agora, diante de St. Preux, que vem de duas vitórias seguidas, Teixeira se diz preparado para lutar em qualquer situação. “St. Preux se movimenta muito bem. Ele tem muito poder nos socos. Minha estratégia é a mesma de sempre: vou manter pressão constante e ver onde a luta vai. Eu preferiria trocar com ele, mas ele é um cara que também gosta de quedar. Ele até mesmo quedou Ryan Bader. Ele tem um bom jiu-jitsu, é bastante completo. Mas eu também sou. Assim que nos encontrarmos, vamos separar os homens dos meninos”, garantiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments