Cormier reprova desafio feito por Teixeira: ‘Não queira furar a fila’

Campeão dos meio-pesados acredita que brasileiro ainda deverá fazer mais lutas antes de poder disputar o cinturão

D. Cormier (foto) minimizou desafio de Glover. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Cormier (foto) minimizou desafio de Glover. Foto: Josh Hedges/UFC

Logo após finalizar Ovince St. Preux na luta principal do UFC Fight Night 73, no último sábado (8), Glover Teixeira lançou um desafio ao atual campeão dos meio-pesados, Daniel Cormier. No entanto, o detentor do cinturão minimizou as palavras e afirmou que o brasileiro ainda não está credenciado para disputar o título.

Veja Também

UFC Fight Night 73: Glover e Amanda finalizam e comandam festa brasileira em Nashville
Feliz com chance de lutar pelo título, Gustafsson vê ‘várias oportunidades’ no jogo de Cormier
Novo campeão, Cormier garante: ‘Vou representar bem o esporte e não fazer besteira’

Com a vitória sobre St. Preux, Teixeira se recuperou de uma sequência de duas derrotas seguidas, contra Jon Jones e Phil Davis. Para Cormier, uma única vitória não deveria ser suficiente para credenciar um desafiante, já que considera que há outros lutadores à frente na fila.

“Ele continua me desafiando e faz isso a todo momento. Ouça, Glover Teixeira, ótimo trabalho. Você lutou bem. Você tem mais trabalho pela frente. Não queira furar a fila. Se Rashad Evans vencer Ryan Bader [em outubro], ele merece lutar pelo cinturão. Vá devagar, senhor Teixeira”, comentou o campeão.

Mesmo em caso de Teixeira receber a chance de lutar pelo título, Cormier não se mostrou preocupado levando em conta o que viu no último sábado. “Esse cara que vocês viram lutando não vai me vencer. Ele fez um bom trabalho, mas não vai me vencer. Eu vi uma melhora em seu condicionamento físico, mas, contra mim, o que ele vai fazer? Vai me quedar a todo momento? Glover Teixeira precisa de mais lutas”, contou Cormier.

Curiosamente, tanto Cormier quanto seu próximo desafiante pelo título, Alexander Gustafsson, receberam a chance de disputar o cinturão após uma derrota. Os dois se enfrentarão na luta principal do UFC 192, no dia 3 de outubro, na mesma noite em que Rashad Evans medirá forças com Ryan Bader.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments